segunda-feira, 12 de junho de 2017

EXCERTOS



GRAVIDADE, TEMPESTADES, DOENÇA
Vou-lhes revelar uma coisa desconcertante. Meus amigos, que é que provoca as tempestades e os tremores de terra? Vós criais as tempestades e os tremores de terra.

Dirão que não, que isso é um contrassenso! Outro dia ouvi um indivíduo a falar da gravitação- Não sei se ele é muito versado, mas sei que ele acha que é, pelo que isso quererá dizer que ele saiba muita coisa. Mas a gravidade consiste no quê? Em pressão exercida sobre a terra. Que é que exerce essa pressão? A energia? Caso seja, de onde procede? De acordo com os cientistas, é do espaço exterior.

Mas o corpo também possui um fogo interno. Qualquer corpo que gire no espaço gera um fogo interior assim como uma pressão externa. A isso chamamos as linhas de estresse de um corpo. Agora, quantos quilos exerce por polegada quadrada? Se lhe extraíssem essa pressão vocês rebentariam.

Sabem, quando está para suceder um terramoto, essa pressão que desce sobre parte da terra é interrompida – as linhas de estresse etéreas são aniquiladas e o chão por baixo que está a ser pressionado vem acima e provoca uma enorme agitação, por falta da pressão da gravidade – pressão que foi interrompida durante um tempo.

Vocês possuem um corpo chamado corpo emocional. Esse eu interior é governado pelo corpo emocional. Quando vos irritais, carregais os éteres com energia mensurável, pressão mensurável. Pensem na quantidade daqueles que vivem no medo, na lascívia. Isso vai danificar essas linhas de tensão e em breve terão um campo de perturbação, atmosfera ficará a arder. Se pudessem ao menos conhecer a verdade disto, mas suponho que muitos não levarão isto a sério. Vocês vivem numa era moderna em que conquistaram a mente no que diz respeito à mecânica, mas conheceis tão pouco sobre vós próprios!

Alguma vez se aproximaram de um animal com medo? Veem o que ele faz? Ou ataca-os ou foge de vós, por o animal pressentir o medo. Com será que o pressente? Leva-os a emitir uma energia que entra em contacto com o seu sistema nervoso. Porque é que lhes conto isto? Talvez se perceberem vocês consigam controlar-se e não se permitam ter acessos, porque vocês contaminam o vosso sistema quando fazem isso. E desse medo também produzem doença. Ele tem início justamente na vossa psique, mas é péssimo para os nervos. Os nervos operam o sistema glandular e sufocam as glândulas ou encerram-nas por completo...

Pergunta: Se assim é, que dizer da outra teoria de que ouvi falar? Se o subconsciente produz certas doenças ao reincarnar... Estará a sugerir que tentemos viver com estabilidade – normalmente - naturalmente?

Torna-se difícil dizer o que é natural ou normal. Para vós será uma coisa e para outro uma outra coisa. É difícil dizer que viver normalmente seja correcto. O termo carma não significa causa e efeito? Que será a vida – a vida é acção. A única altura em que o indivíduo está vivo é quando está a agir, e nós estamos sempre em acção. A ser assim, a acção significa fazer isto e receber isto – causa e efeito. Efeito e causa – causa e efeito. Mas, se vamos viver, como poderemos evitar cometer erros? Não podemos. O que acho que deveríamos fazer antes de mais seria tentarmos parar de ter complexos de culpa com base nos actos, tendo em mente que todos os actos têm lugar aqui e agora. Se transgredirem a lei subjacente ao vosso ambiente, vocês precisarão corrigir isso por algum modo, talvez pagando a transgressão com a vossa vida. E vocês têm muitas leis – muitas. Não vejo como conseguem viver. Mas, se sonharem que existe uma lei que proíba determinada coisa, porque a cometem? Saibam que terão que pagar. E acontece o mesmo em todas as áreas.

Mas sabe o que a natureza significa? Se o fizerem umas quantas vezes não significará nada para vós. Nós provocamos sons, vibrações, ruídos provocamos movimento molecular. Haverá mais alguma coisa para além desse movimento molecular?

Pergunta: No terceiro mês do ano que vem irá dar-se uma enorme mudança. Esse mês trará de volta a maioria dos nossos rapazes da Coreia?

Sim, mas outros partirão.

Pergunta: Eu pensava que todos viriam embora.

Sim, por algum tempo. As Nações Unidas vão estabelecer um acordo com o governo comunista da China no sentido de pararem com as hostilidades, mas não se deixem enganar com isso, porque depois a situação irá piorar.

Pergunta: Eu verei alguma mudança na minha vida?

Eu não sei. Somente tu o saberás. Não to posso dizer e se pudesse, poderias acatar as minhas palavras e segui-las. A vida brota da mudança. E se dermos sugestões uns aos outros, podemos produzir uma mudança que não lhes seja adequada, e teremos muitos problemas. Eis o carma – cometer esse tipo de erro. Envolver-nos com a vida de uma outra pessoa sem termos consciência de que não nos diz respeito.

Pergunta: Com respeito aos rapazes da Coreia, não virão eles a ser todos retirados de lá?

Alguns; apenas alguns. Eu digo-lhes o seguinte – o vosso país é o único no mundo que mantém o facho da luz, e se a deixarem apagar, a vossa terra sofrerá 5000 anos de trevas. Fiquem alerta. Observem e ajudem. Façam tudo quanto puderem para manter essa chama acesa. A chama sagrada da liberdade. Muito antes de o vosso país estar determinado, os Guardiães da Terra preparavam o país em que agora vocês se encontram para essas coisas – para preservar a luz Esta guerra que está para vir, será a última guerra que o homem travará por milhares de anos.

Pergunta: Como é que a iremos defrontar se temos as Nações Unidas, que empunha a luz?

UN significa juntos – trabalhar em conjunto. Actualmente vocês têm uma nação chamada Rússia e outra chamada China e muitas outras que não querem esse estado de união do homem – elas têm por objectivo manter as pessoas divididas por assim se tornarem melhores escravos. Eles têm a intenção de impedir que as pessoas se tornem responsáveis por si próprias. Com respeito ao povo Russo – a Rússia fez explodir a bomba de hidrogénio antes do povo Britânico, na Sibéria. Não, o vosso país, a Rússia, a China e todos eles, todo o vasto mundo se encontra em estado de ansiedade, cada um deles afirma estar com a razão. Porém, é o governo quem diz que está com a razão.

O vosso país é o berço da liberdade. A vela que arde, a chama da liberdade está a tremeluzir com o ódio e a corrupção. A facção que procurará governá-los, e a Rússia é o único país que é suficientemente forte para combater essa facção. Não vou apontar nomes...

Pergunta. Como conseguirá predizer o futuro? Como o conseguirá prever antes do tempo, quando ainda não o vivenciamos?

Não existe passado nem futuro algum – existe somente o agora. Aquilo que parece ser passado e futuro é a ilusão de que o homem padece. Pensem nisso. O homem sofre da ilusão de que exista alguma coisa chamada tempo em movimento, só que o tempo não se mexe, quem se mexe é a matéria. O tempo não faz nada – nem permanece imóvel nem se mexe sequer – é tão simples quanto isso. O tempo é consciência. Neste exacto momento vocês têm consciência desta sala – daqui a uma hora terão consciência do exterior – porém a sala ainda se encontrará na vossa consciência. Esta sala tem uma existência eterna – no agora eterno. Pergunto-me se vocês compreendem...

SOBRE A LUA (1963)
Yada: Irão ter anos de extremo frio antes de virem a ter um outro período de aquecimento. Os ciclos do frio e do calor intensificar-se-ão e de cada vez serão mais severos E depois o calor agravar-se-á. Estão a verificar-se rupturas nas camadas superiores do etéreo, naquilo que vocês chamam de ionosfera. Isso deixa penetrar uma forte radiação do sol; partículas mais potentes atravessam a atmosfera e atingem a terra e enterram-se fundo no soo, o que provoca um colapso mais acelerado ou deterioração da degradação química, por assim dizer.

Irene: Estamos a receber isso do interior da terra assim como do espaço exterior?

Claro.

Irene: Que é que acha que tenha causado as rupturas na atmosfera, Yada? Os buracos? Poderão eles ter sido provocados pelas explosões atómicas, por causas humanas?

Claro. Mas entende que também se deram muitos buracos em séculos passados, o que nada tem que ver com a radiação atómica, mas antes com alguns corpos que se aproximaram da terra e que criaram um acréscimo acentuado de calor na terra. Por vezes isso sucede.

Irene: Gostava de saber o que causará isso

Mas evidentemente que vocês sofrem rupturas provocadas pelo trabalho experimental que o homem empreende com as explosões atómicas nas camadas superiores do espaço. Além disso, daqui a um ano ou dois talvez por volta de 1966, irão sofrer fortes radiações decorrentes das explosões atómicas que o homem fez nas camadas superiores, e virá a fazer num futuro próximo. Farão um acordo com a Rússia e os comunistas – sobre o que chamam de satélites - farão acordos a fim de darem seguimento a explosões nas camadas superiores da estratosfera.

Pergunta: Yada, terá ouvido falar deste grande plano de estudar Marte?

Não, não. De que consta?

Pergunta: À medida que se aproxima de um planeta a luz curva-se e a essa curvatura da luz chamam de iconosfera. Ela estende-se por 450 000 milhas do centro da terra. Agora, eles estão a planear enviar satélites para fotografar a reflexão de Marte na iconosfera (um iconoscópio) que lhes dará uma imagem de Marte com 33 ou 34 milhas de diâmetro.

Hmm. Soa muito interessante. Creio que eles também irão usar essa luz a que vocês chamam de luz laser com esse propósito.

Pergunta: Não sei como planeiam fotografá-lo, mas sei que é esse o plano básico.

Eles irão empregar a luz laser para esse fim e em breve vocês vão ao espaço e enviarão um grupo de homens que ficarão a rodar Marte durante dois ou três meses. Eles poderão não o fazer por tanto tempo, porque por que quando eles estiverem em condições de enviar esses homens para o espaço para fazerem isso, já disporão de outros instrumentos que abreviarão a necessidade de tanto tempo ao redor de Marte e de uma estadia lá. Mais, virão a descobrir coisas acerca de Marte que lhes permitirão vir a poder aterrar em Marte.

Bom, em muitos aspectos Marte é um planeta perigoso; o homem não pode simplesmente aterrar nele. Embora esteja intimamente relacionado com a Terra, ainda constitui uma vasta terra desolada. Contém algum crescimento de plantas lá, certas formas inferiores de vida, mas a pouca água que lá existe acha-se profundamente enraizada no solo e aquela que se encontra acima do solo está muito próxima das rochas. Marte começou a perder a sua água mas conteve muita água certa vez, entende? Há milhares e milhares de anos atrás começou a perder a sua água e tem vindo a perde-la a uma velocidade crescente à medida que os anos passaram. Assim, é um planeta moribundo.

Além disso, a Lua a certa altura não foi um planeta moribundo, mas teve muita vida, e teve seres, muita água, vida vegetal e tudo isso. Mas aí foi atingida por uma lua menor que rodada ao redor ad terra e essa lua menor conseguiu infiltrar-se entre a terra e a actual lua. Foi puxada contra a lua maior de que ainda dispõem e deu-lhe um golpe fulminante e despedaçou-se de encontro à presente lua. Alguns fragmentos dela mantiveram-se em órbita por um período prolongado e depois começaram a cair sobre a terra. Depois desse golpe que deu sobre a lua, esta começou a perder a sua água mais rapidamente e em breve, relativamente em breve, nada restou, nem água nem ionosfera. Sem ionosfera o planeta foi golpeado de morte pela radiação do sol que aqueceu tudo, destruindo toda a vida.

Portanto, se forem até à Lua ou a Marte, precisarão usar roupas de protecção, máquinas de protecção que os impeçam de absorver demasiada radiação.

Pergunta: Yada, que foi que destruiu a vida em Marte?

A deterioração, a lenta deterioração proveniente de dentro. Em vez de pressões oriundas do exterior como aconteceu com a lua, ele sofreu deterioração a partir de dentro. Bom, existem certos corpos, digamos que sejam corpos lunares, que envelhecem mais rapidamente que outros. Isso, uma vez mais, deve-se em grande medida à perda da água, à desidratação. Agora, Marte não é mais velho em anos do que a Terra, só que é mais velha em função da deterioração, desidratação.

Pergunta: Yada, Se, e quando a lua vier a deixar de existir, de que forma afectaria isso as marés terrenas?

Bom; o Sol encarrega-se muito bem de prover à continuidade das marés, mas a Lua funciona como um tipo de bomba. Vocês veem que ela afecta todas as coisas com a sua inclinação. Agora, a Lua afasta-se da vossa terra, talvez uma polegada em vários anos. Mas em breve essa polegada irá mostrar o resultado, eh? Isso virá a provocar enormes maremotos na vossa terra durante um período de tempo e depois esses maremotos pararão e os mares começarão a imobilizar-se e a ter menos movimento. Assim, no decurso do tempo a terra voltará ao tempo em que toda a água estava imóvel e quase estagnada.

. . .

Pergunta: Será possível colher batatas na Lua?

Não, por não ter o mesmo tipo de terra que faça crescer vegetais ou batatas. Toda a Lua se acha exposta ao que vocês chamam de aguaceiros - não de meteoros mas uma outra palavra - radiação cósmica na sua forma pura. É por isso que não pode fazer crescer alimentos. E por que é que chegam sob uma forma pura? Por a Lua não ter atmosfera. Por isso não tem ionosfera. Só é possível ter um escudo desses como a ionosfera se tiverem uma atmosfera. Há muito tempo atrás, na criação e no vosso sistema solar, a Lua teve uma atmosfera e uma ionosfera. Teve crescimento - um crescimento exuberante. Mas existiu um corpo mais pequeno, um pouco mais pequeno do que a Lua.

Veio um tempo em que esse corpo menor saiu um pouco da sua órbita, só o suficiente para se meter no caminho entre a terra e a lua. Assim, à medida que a terra, um corpo maior, se movia de volta para a sua órbita foi de encontro a esse corpo menor. e forçou-o de encontro à lua e despedaçou-o. Agora, a terra não atingiu esse corpo menor, mas a força que emitia, forçou esse corpo de encontro à lua, despedaçando-o por completo  sobre a face da lua, destruindo-lhe toda a vida e atmosfera, e arremessando-a da sua órbita e do seu eixo.

Hoje, a substância do solo conforme vocês dizem com relação à terra e à lua, a superfície acha-se profundamente enterrada sob cinzas semelhantes a pó, a muitas milhas de profundidade. Certos locais têm aquilo a que chamam de crateras cuja substância se assemelha a lava (clínquer), muito porosa e muito quente. Mas toda essa superfície é composta de cinza. E se enviarem rapidamente o que chamam de foguete à lua e não aterrar devagar e com facilidade pode afundar milhas na cinza - cinza leve e fofa.

Comentário: Pó de talco, do mais fino. Não consegue flutuar, por não existir ar.

Alguns dos que no mundo da astronomia estudaram no passado recente a superfície lunar, acreditaram que contivesse crateras vulcânicas. Não, não tem crateras vulcânicas. os meteoros - enormes, gigantes, bombardearam a Lua e geraram uma enorme violência durante um período de tempo.

Pergunta: Como poderá a ponte que afirmou que foi construída lá - que tipo de base terá essa ponte?

É feita da matéria clínquer existente. Não é feita de cinza fofa. É muito leve, muito leve, essa ponte.

Pergunta: A própria ponte?

Não exigiu qualquer trabalho colocar-se lá, nenhum trabalho.

Pergunta: Eu pergunto, mas irá responder? Diria que tenha sido construída de forma similar à das pirâmides?

Comentário: Não, igual à da ponte natural da Virgínia

Não, não é natural. É feita de metal. Agora, se fazem favor, quero acrescentar que as forças gravitacionais são de tal natureza que podiam colocar um peso pesado na lua que nada faria, seria tudo muito leve.

(Não teria pressão contra ela. Mas essa ponte terá sido construída?

Sim, foi construída. Esses seres veem do espaço interior. Pensam que não sejam nada? Não são aparições. Muitas pessoas pensam que esses seres interespaciais estejam a falar por intermédio delas, ou que estejam a comunicar com elas por meio do tabuleiro Ouija. Vocês não conseguem comunicar com os seres do espaço com o tabuleiro Ouija. Eles não são fantasmas; não são gente morta Eles pertencem à raça humana e estão vivos. Têm corpos próprios. Mas quando entram na vossa dimensão tridimensional: vocês veem-nos como seres tridimensionais. Não conseguem evitá-lo.

Pergunta: Eles nunca passaram pelos estágios conhecidos como morte e sempre existiram, não?

Não são gente que tenha morrido e tenham ressuscitado a uma ordem superior... (fim do texto)
DESAPARECIMENTOS MISTERIOSOS
Pergunta: Yada, já que estamos a falar do espaço, desapareceram três aviões da costa do Texas recentemente, o último dos quais foi um bombardeiro B52. Será que penetraram nalguma deformação do espaço

Foi. Se bem te recordas, há uns anos atrás desapareceram vários aviões na Florida - aviões grandes, algumas das vossas máquinas de bombardear.

Pergunta: Que terá acontecido aos tripulantes?

Durante um tempo passaram por um enorme sofrimento e depois perderam a consciência, sofreram uma intensa amnésia de modo que não sabem quem são, para não dizer nada sobre o local em que se encontram.

Comentário: Mas, eles não podem andar permanentemente a voar para sempre.

Não, eles não estão a voar permanentemente. Eles nem estão a voar de todo. Trata-se de uma situação muito real. Tem os seus próprios campos, a sua própria substância, a sua própria superfície onde se podem mover. Quando sofrem uma amnésia total são levadas para um tipo de estação ou hospital onde lhes permitem que durmam, e por vezes dormir durante um tempo considerável. Também são tratados com um tipo de luz arroxeada - mais do tipo ultravioleta. De seguida não levados a acordar de novo e pensam que estiveram sempre ali. Deixam de ter consciência terrena.

Pergunta: Que será que os leva a meter-se nisso? Será uma energia múltipla criada pela tripulação do aeroplano, ou será - tem que ser alguma coisa!

Nem por isso. Se todos vivêssemos de modo consciente, se todos tomássemos consciência do potencial tremendo que nos assiste, não nos tornaríamos vítimas dos outros - quer na dimensão em que nos encontramos, quer fora dela. Mas deve-se a que a maioria das pessoas leve uma vida muito inconsciente, desatenta.

Comentário: Isso acontece-lhes?

Acontece. Eles tornam-se vítimas de gente de outros locais que precisa deles seja para que fins for. Mas em grande parte, essa gente não é mal tratada. O maior sofrimento por que passam é a perda de contacto com o mundo físico. Entrar nessa deformação antes de mais provoca uma enorme pressão sobre o corpo por as partículas do corpo, a estrutura celular, precisar sofrer alterações. E isso pode chegar a ser muito, muito doloroso.

Pergunta: Estará alguém a tentar usá-los?

Está. Não seremos todos nós usados de um modo ou de outro? E não nos usaremos uns aos outros? Quando refiro "usar" não quero necessariamente dizer abusar. Suponho que atrair uma pessoa de uma dimensão para outra constitui um abuso, por assumir pleno controlo da sua existência.

Pergunta: Mas, quem?

Há certa gente noutras dimensões, há grupos de pessoas cujo trabalho é fazer justamente isso. Não só retirar pessoas, mas retirar coisas de uma dimensão para outra.

Pergunta: Suponhamos que tínhamos consciência disso, poderíamos tratar de descobrir o caminho de volta?

Podiam, mas raramente conseguem estar tão conscientes. A pressão da actividade exercida sobre o corpo físico é muito, muito aguda. Só a actividade de elevarem ou diminuírem a vossa vibração normal assemelha-se a um estado de ardência como se estivessem em meio ao mais quente dos incêndios

Pergunta: Quer dizer que a qualidade negativa da pessoa tenderia a atraí-la para isso?

Não. Há certa gente que aprende de tal modo a dominar os seus próprios corpos que alteram a estrutura celular de modo a poderem desvanecer-se em outras dimensões sem serem aí atraídas, por mote próprio. "Eu vou para o Meu Pai, que está nos Céus."

Comentário: Isso é um exemplo do aumento das vibrações.

A vibração da sua estrutura celular é certamente elevada a ponto de alcançar a Luz.

Comentário: Eu estava a pensar que essa gente estivesse na área mais baixa.

Não, não necessariamente. Vê bem, vocês não conhecem nenhuma outra raça de gente, nenhuns outros seres, que sejam tão cruéis quanto os seres humanos. Assim, que dizer do mundo em que se encontram! Vejam aquilo que criaram. Transformaram-no numa vibração muito baixa.

Pergunta: Não seremos a mais baixa?

Não, existe uma mais baixa ainda - o que parece difícil de crer - dotada de uma maior densidade; a substância é de uma tremenda densidade. Vocês vão até ao espaço e encontram condições diversas. Quanto mais longe se aventurarem no espaço, mais a matéria por vezes se torna mais densa até se depararem com campos de substância de longe além da vossa terra, cuja densidade é tão grande que apenas uma polegada cúbica pesa biliões de toneladas.

Pergunta: Como o núcleo da terra?

Sim.

Pergunta: Será essa dimensão densa uma escola para os burros, os mais lentos a aprender. Presumo que vimos aqui de modo a podermos abrandar o nosso processo por insistirmos em aprender devagar. Caso o mundo compreenda uma densidade maior, será isso para os mais retardados na aprendizagem? Por retardados refiro as lições que são mais intensamente necessárias?

Não creio que o possa referir desse modo. Não posso concordar com isso. Quando falamos de inferior ou superior como estivemos, a melhor maneira de o explicarmos seria por uma característica diferente de movimento. Nem baixo nem elevado, mas uma característica diferente de movimento.

Pergunta: Um padrão de onda diferente?

Sim. Por vezes podem ter um carácter de movimento em que os seres nele sofram para além do que pode ser descrito em termos de sofrimento. Isso representa o "inferno" de que os vossos livros de religião falam.

Comentário: É a característica do movimento presente neste preciso mundo?

Ah, claro. Vocês podem encontrar o maior regozijo na vida. Não tem problema para vós. É por isso que digo que nunca empreguem acima nem abaixo, ou elevado ou baixo, com respeito às vibrações, por não ser assim. É uma característica de movimento. Agora, essa característica pode mexer-se a uma taxa de cinquenta biliões de vibrações por segundo. Pensem nisso! Com uma característica de movimento dessas vocês poderão criar uma densidade muito maior que esta muito embora não sejam capazes de a ver com os olhos.

Pergunta: Existirão vários níveis de substância da mente? Algumas desses níveis mais grosseiros não conseguem acompanhar as vibrações mais elevadas? Por isso, deve existir um nível de substância da mente mais refinada.

Sim. Habitualmente usamos a expressão, que o pensamento é tão luminoso e belo. Quer dizer luminoso, não pesado; de menor densidade. Estamos a mover-nos mais rápido. Mais rápido? Tudo bem, se preferirem usar esse termo. Estão num melhor movimento; num modo mais agradável para vós próprios. Creio que ao aprendermos com respeito à vida, precisamos ter toda a atenção pelas palavras que utilizamos.

Pergunta: Será possível um ser humano elevar as suas vibrações antes de ter aberto os chakras?

É. Algumas pessoas, com base nas recordações passadas, podem conseguir fazê-lo de forma automática.

Pergunta: Poderão passar para um estado superior de existência?

Podem, mas não lhes trará conforto, por o seu lado consciente não se achar preparado para isso. É por isso que é melhor que se preparem aqui neste mundo, enquanto se encontram aqui neste ser consciente, no vosso aspecto do ego. É melhor começar aqui. Desse modo condicionar-se-ão para essas outras vibrações de uma maneira mais pequena. Reparem que a natureza dificilmente faz alguma coisa apressadamente. Tudo tem o seu ritmo que diz respeito à condição em que se encontra, quer se trate de uma flor, de uma árvore, de um peixe, de uma ave ou de um ser humano.

Comentário: E consegue tudo isso sem o menor erro

Exactamente.

Comentário: Um ligeiro erro poderia levar à desintegração da coisa toda!

Ela sabe exactamente! AQUILO que se acha dentro de nós sabe exactamente.
OPACIDADE DA ENERGIA DE CERTOS LOCAIS
Há alturas em que as energias, as forças que rodeiam a vossa terra se apresentam um tanto mais opacas e de um matiz mais amarelado do que noutras alturas. Isso não contribui lá muito para uma imagem bonita, contribui? Mas tal é o caso. Isso tem vindo a ter lugar desde o fim da vossa primeira guerra mundial. Tem vindo lentamente a tornar-se mais densa e difícil. Podem referir isso como um nevoeiro, o nevoeiro do ódio humano pelo seu semelhante. Se perscrutarem com o olho mental, poderão ver isso - o ódio que o homem nutre pelo seu semelhante, ou melhor, por si próprio.

É mais denso sobre certas áreas e consideravelmente menos denso em certos locais onde não há tantos seres humanos juntos.

Pergunta: Tal como no oceano?

Não. Em certos locais das montanhas dos Andes, nas montanhas dos Himalaias, na maioria dos casos em zonas montanhosas ou no deserto. O ar é uma coisa, mas as actividades mentais é outro completamente diferente. Nas selvas, mesmo por onde perambulam as bestas selvagens, pensam que deva reinar uma atmosfera ruim. Mas os animais não matam por matar; é a forma de vida deles. Para eles isso é natural. É desse modo que se alimentam e se mantêm vivos.

O que produz esse nevoeiro humano é o facto do ser humano poder pensar e raciocinar. Não tem que ver com o que estão a fazer. É feito com malícia premeditada no que diz respeito aos humanos. É isso que o torna tão negativo, tão doentio no homem. E ele respira o seu próprio hálito pútrido. Não precisam de lavar a boca, precisam é de uma lavagem do espírito, de uma lavagem cerebral. Mas já passaram por uma lavagem cerebral e estão constante.
ABERRAÇÕES GENÉTICAS... OU TALVEZ NÃO!
Pergunta: No dia de Natal de 1965 nas Filipinas, houve uma mulher que deu à luz trigémeos; o primeiro foi um rapaz, o segundo uma rapariga, e o terceiro uma cobra. Com é isso possível? Bom, isso sucedeu na família antes, a uma irmã dessa mulher que também dera à luz uma criança e uma cobra. Eles mataram a cobra e a criança morreu. Agora, esta criança adoecerá caso a cobra lhe seja retirada, pelo que eles a mantêm numa gaiola ao pé da cama da garota.

Ela veio com o seu próprio Caduceu. (Riso) Mas, sem brincadeiras. É referido que a natureza não comete erros. Bom, isto poderá parecer um erro, pelo que poderá ser tratado como uma aberração da natureza. Mas ao longo das eras da criação têm surgido inúmeros erros aparentes causados pela natureza, que produzem crianças e animais, cobras e todo o tipo de coisas. Por todo o tipo de coisa ter lugar na mente do Criador e elas por vezes tomarem portas laterais para se evidenciarem.

Comentário: eu diria que essa é uma situação de justa incompatibilidade.

É, e mais o será para os médicos Americanos.

Pergunta: Ah, sim, isso realmente haveria de dispersar uma multidão. Agora, terá isso sucedido principalmente por intermédio do pai, por ter referido disse: "A atitude do Criador"?

Bom, considera por um instante o seguinte: A partir de quê, qual será a substância que compõe todo objecto vivo? É algo chamado genes e cromossomas, não? Pois bem, uma cobra é igualmente um ser genético, Só que os seres humanos dizem que é de uma espécie inteiramente diferente. Como poderá um animal nascer a um humano? Muito embora em certos casos se tenham verificado relações com humanos, e de humanos com animais, tem sido acreditado pelo vosso mundo biológico que o esperma dessas duas espécies diferentes não pegam. Mas essa é uma presunção criada com base nas ideias sacerdotais com respeito àquilo que o ser humano seja -- um ser superior. Só que para o sacerdote ele é superior somente no que não suspende a doutrina da criação do sacerdote.

Comentário: Yada, gostava de lançar uma questão com respeito aos tempos Romanos e Gregos. Tem que ver com os Sátiros, que eram meio homens e meio cavalos. Terão efectivamente existido em razão dessa gente ter sido sexualmente decadente e ter acoplado com os cavalos e terem sido produzidos dessa forma?

Foi!

Comentário: Então, essas criaturas não são mitológicas mas...

De jeito nenhum.

Comentário: ...algo que tenham tentado ocultar e desse modo se tenha tornado mitologia?

Exacto! Exactamente! O ser humano comporta todas as formas de existência desde a mais primitiva até ao ser humano. À medida que o feto se submete à formação ele passa por todos os estágios da sua história desde a do peixe, da serpente, da besta dotada de rabo, etc. A certa altura do desenvolvimento desse feto, ele passa pela fase da serpente e algo dá para o torto. A força da serpente passa a predominar nela e desenvolve-se numa serpente em vez de numa criança.

Pergunta: O que está a dizer é que o campo da evolução foi interrompido nessa fase do desenvolvimento do embrião? Que tenha sido desviado para outro lado?

É. E com um raciocínio destes podemos achar que imaculadas concepções sejam possíveis. Tem sido comprovado no vosso mundo médico onde têm surgido tumores esponjosos no útero que contêm fragmentos de cabelo e bocados de dedos plenamente desenvolvidos

Pergunta: E partículas de ossos. Geralmente isso acontece nos Tubos de Falópio da cavidade abdominal, não?

É, mas também há alturas em que a semente se aloja nos Tubos de Falópio, onde não é geneticamente possível dar-se um parto vivo. Tais desenvolvimentos precisam ser removidos como vós removeis um tumor. Contudo, já encontraram um ser humano plenamente desenvolvido nos Tubos de Falópio.

Comentário: Mas devido ao facto desses tubos conterem um meio que permite que a potencial estrutura de uma placenta se desenvolva.

Exactamente, sim.

Comentário: Tem sido capaz de criar uma partogénese, ou esse tipo de imaculada concepção, no caso dos perus, em que é gerada uma prole destituída de espermatozóides.

Portanto -- mas tudo isto não nega o facto de existir uma lei. Em parte nenhuma encontrarão o parece ser um erro cometido pela natureza que não consigam rastear de volta a uma lei qualquer. E quando descobrem a lei que rege isso, então compreendem a fonte e o porquê. O homem tem dado à luz a toda a sorte do que parece ser seres extravagantes, ou a seres não próprios à sua psique; A seres semelhantes a cavalos, semelhantes a cobras, semelhantes a cabras, carneiros, aves, tudo, a todo o tipo imaginável de coisa.

Comentário: Geralmente não ouvimos falar disso por os pais habitualmente os matarem?

Ah, sim, e por ser determinado como contra a lei publicar essas coisas pelo vosso mundo médico. Por tornar o ser humano menos do que "divino."

Comentário: Por vezes nascem como bezerros de duas cabeças.

Sim, e partos de vacas naturais que não acoplaram com cães, e que se comportam com cães. Mas exactamente aqui - reparem na porta do lado - algum pólen rosa foi deitado num limoeiro e ele produziu limões que têm pétalas como as das rosas. Pensem na maravilha que vocês são! Vocês contêm o Criador. Que maravilha!
EVOLUÇÃO INEVITÁVEL DO SISTEMA MONETÁRIO
Pergunta: Virá o sistema monetário actual a sofrer alguma mudança radical num futuro não tão distante assim - 25, 30, 40 anos?

Sim, é claro, deve e acontecerá.

Pergunta: O meio de câmbio não virá a ser conforme é actualmente'

Sim.

Pergunta: Por não mais se prestar a um determinado fim?

A nova abordagem invalidará qualquer hipótese de roubo. Não haverá nada a roubar. O meio de intercâmbio procederá de uma palavra, de uma promessa. Isso por sua vez poderá ser traduzido por notas que só terão valor para as partes interessadas.

Pergunta: Nesse caso, não haverá mais necessidade de génios financeiros?

Não. E a única falência possível que qualquer pessoa pode sofrer será a falência da imaginação.

Pergunta: Isso não sucederá nos próximos 30 anos, todavia.

Sucederá sim.

Pergunta: Isso implicará um abastecimento adequado, suficiente para todo mundo.

E assim será. Actualmente existe suficientemente para toda a gente, só que é retido, negado, dificultado, maltratado, mal processado, aferrolhado, a ponto de uns quantos disporem de muito e os muitos disporem de pouco.

Pergunta: O Mark estava deitado com um livro sobre a Atlântida colocado na testa. Ele ouviu coisas sobre a Atlântida que não vinham no livro - como na Atlântida havia fartura, e qualquer crime emocional era de imediato considerado um acto de insanidade e aquele que o cometesse era enviado para uma ilha remota. Para a população em geral todos os bens existiam em plena abundância e todos podiam usar o que precisassem e se achassem que tinham em excesso devolviam-no ao uso generalizado. Imagina alguma coisa desse tipo para os próximos 40 anos?

Imagino. Eu sou mesmo um romântico! (Riso)

Pergunta: Terá isso lugar depois da inclinação do eixo da terra?

Não vai chegar a dar-se nenhuma inclinação real do eixo da terra. Os polos mudarão a uma velocidade muito lenta, poupando desse modo a perda de vastos volumes de energia na atmosfera de modo a criar estragos. O homem não vai ser fugir às pressas da terra para qualquer afortunado terreno de caça nos céus. Ele não vai ser salvo daquilo que para ele é uma ocorrência natural. Mas vai ser ensinado a viver com o que para ele é natural, de modo a poder dispersar isso, e distribuí-lo por onde é necessário. Ninguém deverá passar fome à face da terra.

Sabem que existem milhares de pessoas que passam fome no astral por pensarem que os mortos não comem?

Comentário: Os esfomeados são mais criativos.

Isso não é razão para deixarem as pessoas passar fome quando as podem alimentar. Mas não racionem comida nem dinheiro nem nada disso. A única forma de salvar as pessoas da destruição total por parte do medo que albergam em função de não conseguirem alimento de imediato é deixar que saibam que a conseguirão de imediato, e vocês irão tratar disso. Consegui-lo-ão a partir do mar. Irá existir uma vasta quantidade de materiais que obterão a partir do mar.

Pergunta: E com respeito à radiação?

O homem supera muitas coisas. Ele virá a superar a radiação depois de certas mutações terem ocorrido. Ele aprenderá a fazer isso. O homem é o Criador e sempre que quer é muito engenhoso.

Pergunta: Isso virá a neutralizar a radiação?

Sim, mas durante muito tempo, representará um enorme passo. Terão medicamentos para aqueles que sofram de envenenamento do fígado e dos rins pela radiação, por esses serem dois dos pontos centrais em que a radiação pode envenenar e liquidar o organismo.

Pergunta: E que dizer do peito?

Sim, a tiroide. A menos que façam alguma coisa para a deter, irão disseminar-se os relatórios de casos de crianças que contraem nódulos na tiroide passíveis de ser transmitidos aos seus filhos, etc: "Os pecados dos pais cairão nos filhos, até à quarta geração."

Pergunta: Porque estaremos a sofrer actualmente de envenenamento pela radiação? Não precisamos dos medicamentos daqui a quatro gerações, precisamos dela já!

Vocês irão consegui-los antes de quatro gerações. Mas irão livrar-se do envenenamento por radiação somente para contraírem outras formas de envenenamento da atmosfera. E depois? Se recuarem na história do homem na Terra, descobrirão que foi torcido e retorcido, virado do avesso, congelado, assado, cremado - mas sempre reapareceu assente nos seus pés e descobriu meios de superar toda a crise. No passado a terra libertou gases do tipo mais venenoso de grandes lacunas que provocaram mutações nos corpos não só dos humanos mas dos animais e vegetais.

Porque é que acham que nos primeiros tempos da criação a vida vegetal atingia dimensões tão vastas? As plantas não começaram desse modo. Foram mutantes. Isso era o que era preciso na altura - de uma vida resistente, coisas resistentes dotadas de vida própria. Observem alguns dos seres vivos - os animais eram gigantes. Porquê? Por a terra precisar deles assim, nessa altura. Eles eram grandes moedores de alimento, grandes fertilizantes humanos, fertilizantes vivos! Reparem que a vida vegetal era suficientemente grande para eles lhe chegarem. Eles não eram bons a curvar-se, por sofrerem tonturas. Ah ah ah.

Tudo se enquadra. E quando as coisas não se enquadram, elas perecem. Um dos vossos grandes escritores da evolução escreveu sobre a sobrevivência dos mais fortes. Era necessária. E ainda é. Certas pessoas conseguem aceitar maior radiação do que outras. Desenvolvem uma forte resistência à radiação, talvez por causa dos seus corpos produzirem mais cálcio. E o cálcio é um grande protector contra o estrôncio 90.


DESTINO/ACIDENTES
O nosso destino não é algo que se ache projectado no tempo, mas aquilo que fazemos. Assim como pensarmos e sentirmos também isso nos levará ao inevitável.
Sabem que as pessoas têm sofrido os mais terríveis chamados acidentes. É claro que não existem acidentes mas todos os vossos médicos e leigos acreditam que uma pessoa não pudesse sobreviver ao que lhe sucedesse. Mas sobreviveram e sobrevivem, quando talvez outra pessoa sofreria uma morte instantânea. Não sugerirá isso algo mais do que um destino caprichoso?
Frequentemente, nos estudos da vida que fazemos, vemo-nos num enorme dilema por estarmos pela primeira vez a começar a colocar a nós próprios questões de forma consciente e nada parecer enquadrar-se. Tudo parece entrar num estado caótico mais acentuado do que antes. Só que antes tínhamos consciência desse caos, e agora estamos a vivenciá-lo. Tornamo-nos parte dele, pelo que não tínhamos consciência dele como tal.
Para conhecermos alguma coisa de verdade, precisamos tornar-nos nela, e eu acho que isso seja verdade. A maior parte de nós faz isso sem ter consciência do que está a fazer. É por isso que tanta vez a nossa vida parece tão real e tão duradoura. É por isso que o indivíduo crê ser eterno e que não irá morrer - vós podereis morrer, mas não ele! É dito que o homem cria no mundo físico como se fosse viver para sempre. Mas, de que outra maneira poderia ele fazê-lo? Se o indivíduo se detivesse a perceber o pouco tempo de que dispõe, ele não faria nada. Quando começa a perceber a vida aqui no mundo físico isso traz-lhe pouco proveito. É para o mundo físico que vivemos, e não para o outro. Se despertarmos do sonho a que chamamos mundo físico, esse despertar ainda será em função do mundo físico. Se percebêssemos isso prestaríamos muito mais atenção à nossa vida e à forma como vivemos, por nos levar a entender que a nossa vida, quer no mundo físico quer fora dele, constitui uma experiência pessoal O sonhador sonha e quando mais consciência depositar no seu sonho, maior o estado do que é chamado "realidade" ele conseguirá dele.
Aquilo que podemos obter da aprendizagem é a expandir a nossa vida aqui. Que também venha a acrescentar algo ao nosso futuro é verdade, mas se só prestarem atenção ao amanhã, estarão mortos hoje, não poderão viver hoje. Se só se interessarem pelo que tiverem feito no sonho de ontem, ainda não estão vivos aqui no sonho de hoje. A única razão do olhar para trás reside no facto de descobrirmos os erros que tivermos cometido, e tomarmos consciência deles para não os repetirmos hoje. Aparte isso, tem muito pouco valor olhar de volta para o passado.
Nós estamos a procurar melhorar-nos a nós e não a alguém mais, o que de pouco nos servirá. A maioria das pessoas decidida, e apresentará objecções ao facto de tentarem levá-las ao contrário.
REALIDADE
Permitam que lhes pergunte: Que significado terá a palavra realidade? Não de uma forma geral, mas para vós? Que substância terá para vós. Ensinam-lhes, desde que vêm ao mundo físico - não devia dizer "ensinam" mas condicionam, são condicionados por meio do sistema nervoso a chamar ao vosso mundo "mundo da realidade." Mas isso é falso, entendem e a premissa em que assenta é de uma falsidade extrema, por aqui não existir outra realidade do que aquela que é criada pelos sentidos. Este é um mundo dos sentidos, e nessa medida é um mundo de ilusão, por os sentidos, conforme são actualmente no nosso estado de evolução, serem extremamente limitados para aferirem aquilo que é. O que é, os sentidos não conseguem tocar.
Não existe toque nem vácuo absoluto; não existe coisa nenhuma absoluta, porque assim que enunciarmos a coisa tê-la-emos produzido, forma, objecto. Não conseguem tocar nada; não existe toque algum. Não existe nada directamente ou absolutamente real ou directo. Por isso, com base nessa premissa o mundo físico, à semelhança de todos os mundos, constitui um sonho, uma criação da mente, do criador, que tenta chegar mais perto da sua criação. O homem habita a mente; habita na consciência, em graus diversos de consciência de si mesmo.
Agora, dizem que este é o mundo que foi criado, o mundo da matéria. Mas todos os mundos são criados pelos sonhos, e por conseguinte, são reais para o sonhador.  Quão fascinante não é perceber isso. Ao perceberem genuinamente isso começam a perder os medos com respeito ao criador - que são vocês. Percebem que é impossível vocês morrerem tal com é impossível que nasçam. E a razão porque não podem morrer deve-se ao facto de não terem nascido.
O trabalho da mente, a que poderão chamar eu superior se preferirem, é criar. Agora, na criação inicial dos mundos, ou sonhos, o sonhador não tinha consciência de estar a sonhar, de o estar a fazer. E também não tem consciência de estar a criar este sonho até que termine essa criação., até que tome consciência de o estar a criar. Assim que tomar consciência de o ter criado, essa criação terminará. Mas é a mais maravilhosa das maneiras de pensar, por poder fazer tanto pela libertação do indivíduo das suas múltiplas ansiedades com respeito à posição que assume em toda esta coisa chamada sonho material. O receio básico que o homem tem, em todos os planos, é o de morrer nesses planos. As pessoas no mundo astral têm um enorme medo de morrer para aqui regressarem. Aquilo que receia exactamente é a vida seguinte, têm medo de vir a ser obliterados. Não será estranho que o homem tema a morte acima de tudo, mas pense tão pouco nisso ao levar a morte ao semelhante, sem saber que está a incorrer igualmente nela. Porque toda a vez que matam outro indivíduo, isso acarreta-lhes a vossa própria morte.
Aquele que tem compreensão não consegue matar, nem prejudicar, por saber que não existe morte, e por saber que qualquer gesto nesse sentido equivale a uma completa insanidade. Isso arremessá-lo-ia de volta à vida animal em que ele não tinha conhecimento de si mesmo. Por essa ser a sua natureza, a natureza de Deus. Não me agrada o termo Deus, por equivaler a deidade, e toda deidade requer veneração, e desse modo torna-se parte do mundo da ilusão. Mas, de que outro modo poderei referi-lo?
Algo mais, não existe tal coisa como a vossa mente e a minha mente e a mente dele. Existe apenas uma só mente. Este é o corpo de sonhos que têm  e voltam a receber outro ao entrarem no estado de sonhos. Esse criador acha-se por toda a parte presente - em consciência. É aí que temos a nossa existência, assim como "Isso," para não dizer "Ele."
Encontramo-nos no agora da consciência e a realidade dos nossos sonhos depende unicamente do grau de consciência que temos de nós. Bem sei que os vossos psicólogos dariam uma pequena olhada no que estamos a dizer, por ensinarem aquilo a que chamam de realidade, e quem quer que se afaste dessa mente de massas na realidade ser apelidado de "doente." Mas se isso é doença, eu desfruto dela.
Se nos aplicarmos ao estudo da psicologia da mente humana não conseguiremos evitar descobrir que esse ser chamado ser humano cria o seu próprio mundo ou mundos. Em larga medida a mente humana mistura-se com outras criações, padrões de memória das suas anteriores criações e isso pode responder por uma vida melhor, ou por uma vida mais dolorosa, dependendo mais das atitudes que tem para com as experiências por que passa do que das próprias experiências.
Ao passar para os domínios superiores - precisamos precaver-nos quanto ao uso destes termos, por poderem apelar ao snobismo - mas nesses outros estados de consciência, digamos, se não se importam que me tome por exemplo. Quando não saio de mim próprio, encontro-me num estado de perfeita unidade comigo próprio, em que não tenho nome, nem corpo, nem ideia, nem recordações de outros mundos - nada. O chamado mundo físico não tem existência para mim. Tenho unicamente consciência de existir, e não de quem sou - consciência de que existo apenas. A maioria daquilo a que chamam de tempo, encontro-me nesse estado.
Abandono-o para  poder servir o meu semelhante, o universo. O amor leva a isso. Mas o amor para mi é compaixão. Tenho tal desejo de instruir e de despertar aqueles que se encontram preparados para despertar do estado de sono em que se encontram para o facto de que são deuses, e de os trazer de volta a essa consciência de modo que, enquanto ainda permanecem  no mundo físico sem que saibam o que é, possam espalhar a palavra a outros que estejam preparados para a escutar e a entenderem. Isso representa um género de egoísmo da minha parte, mas eu lucro com isso. Obtenho uma maior luz, um maior estado de paz. Nenhuma acção é feita sem que se produza uma contra acção; nenhuma causa é iniciada sem que se produzam efeitos intermináveis.
Podemos ser levados a pensar, dependendo do estado e consciência que tenhamos atingido, que possamos fazer alguma coisa, que ela eventualmente venha a parar, pelo que nos vejamos apenas a fazer um coisa, a criar uma só causa que produza um só efeito. Mas não é assim. Tudo quanto criamos tem efeitos intermináveis que se espalham a partir do centro da sua criação. mas eventualmente tudo volta a si mesmo porque, uma vez mais, essa é a lei da vida, da consciência. Tudo quanto deixa o criador a ele voltará.
Pergunta: O estado de consciência em que se encontra será um aspecto da natureza do criador?
Correcto.
Pergunta: Essa é a realidade. mas embora seja a realidade, não será igualmente um sonho?
Exacto, por nenhuma forma ser criada. Não criam qualquer forma. Esse eu superior, esse aspecto criativo do ser não cria qualquer forma, mas reside na maravilhosa luz de si mesmo. Sem sonhos. Aqui, podemos dizer que seja Deus no mais elevado da Sua existência. Não existe nada mais para além desse estado de unicidade. É um estado de tal forma perfeito que quando o percebi e me encontro nesse instante a funcionar numa forma envolvo-me nela, e isso traz-me um tremenda alegria, e por vezes lágrimas. E convosco é o mesmo. Não estais afastados do meu, no estado de consciência diverso em que vos encontrais - não estão mesmo. A diferença entre vós e eu está em que eu conheço esse estado de existência. Eu estou consciente, mas vocês ainda não têm consciência dele. Vocês poderão ter consciência da sua possível existência, porém, ainda não o experimentaram.
Bom, que eu diga tal coisa é um erro, por em determinados períodos de tempo poderem ter consciência dele sem que o percebam. Poderão chagar a tocá-lo quando estiverem a empreender algum trabalho criativo que os leve a perder noção de vós próprios. perdem noção do vosso eu inferior, desse burro que está hipnotizado na crença da realidade que não é realidade nenhuma.
Pergunta: Tomamos consciência da realidade mas não do sonho?
Correcto e essa é a única realidade que existe, aquela em que o habitante toma consciência de ser o habitante, que ele é eterno. Ao descerem os planos até esse estado, vocês encontram uma variedade de aspectos criativos do eu. Possui o que parecerá uma imensidade de possibilidades na vontade que tem de criar. Muitas vezes descobrem dentro de vós o que o homem, devido à sua condição negativa com respeito ao criador, dirá ser um mal, o auge da maldade. Não é mal conforme a palavra sugere. É uma forma de criação pela destruição ou pelo movimento da energia ao redor de uma forma que o observador que não tenha entendido pensa ser destruição. Bom, a maior parte das ideias que têm da destruição procedem do medo da vossa própria destruição. Muita vez um pai precisa causar provocar dano ao filho para o levar a perceber um melhor modo de vida em que possa viver livre do dano. Agora, para o observador desse pai ou mãe, ele poderá parecer frio e brutal. Mas o observador externo não o pode aferir, e apenas o poderá presumir, por ter medo dele próprio. E a maioria de nós tem medo. Esse medo de si próprio faz parte do eu criativo.
Quando alcançamos um certo estado de espírito percebemos que não pode existir coisa alguma como "não existência", pelo que na verdade não sentimos medo de sermos eliminados na mente do criador. A utilidade de tais ensinamentos é tão grande que entendê-los pode dar-nos uma noção maravilhosa de liberdade. O amanhã deixará de nos preocupar e viveremos num hoje mais repleto, e trataremos das coisas hoje. O que quer que achem que devem fazer, façam-no hoje. Isso responderá por todos os amanhã. E quando todos os amanhã se revelam todos aparentemente inúteis, e parecermos não realizar, é devido em grande parte ao facto de não prestarmos atenção ao que sucede no nosso hoje. ter-nos-emos preocupado, sem dúvida, mas não teremos feito nada de construtivo. Não teremos tido uma atenção construtiva. Toda a dificuldade tem uma resposta. Todo enigma tem uma resolução.
SUGESTÃO DA MANHÃ E DA NOITE
Pela manhã, antes de saírem da cama -- inspirem fundo três vezes, e repitam: "Eu estou bem e o meu corpo está em ordem; todos os meus órgãos funcionam da forma que sabem funcionar." Mantenham essa ideia em mente. Por um instante tornar-se-á difícil, mas não se permitam falhar isso; todas as manhãs assim como ao anoitecer. Ao se estenderem ao comprido, concentrem-se no vosso corpo. Concentrem-se, ordenem-lhe que se mova; isso ajudá-los-á a forçar o que possa estar a corroer veias e artérias e ajudará a expandir as veias.
Garanto-lhes com toda a sinceridade que sentirão uma diferença que em duas semanas os deixarão espantados. mas não negligenciem isso todas as manhãs e noites. A primeira coisa é inspirar profundamente, antes de se deitarem. Digam que se vão deitar e espreguiçar-se bastante, primeiro de um lado e depois do outro. Todos os músculos acumulam tensão ao longo do dia e a melhor maneira de aliviar a tensão é espreguiçar-se e de seguida relaxar profundamente. Se o sangue não chegar a todas as partes do corpo, a parte a que não chegar começa a sofrer enfermidade, por o sangue carregar o suprimento às várias células ao longo do corpo.
CAFÉ, LEITE, ANSIEDADE
Não bebam café, por ele envenenar os rins e o fígado. Jamais ingerir café de estômago vazio; a cafeína corrói o revestimento do estômago - por ser um ácido.
O leite é a melhor substância para absorver a poluição atmosférica e auxiliar o fígado. (Mas até mesmo o leito está cheio de estrôncio 90 e mais!) a respiração de centenas de milhar de pessoas também polui o ar, e expor-se-ão a doenças ao andarem pelo meio das pessoas.
A ansiedade provoca tensão no trato respiratório assim como no trato digestivo. A ansiedade jamais resolve qualquer problema, mas provoca complicações do coração, levando o coração a sofre de palpitações e de gases ao seu redor, e tudo por a comida não ser digerida e ficar ao redor a apodrecer. Preocupando-vos cometeis suicídio. Massagens de ajuste são necessárias. Todo o corpo devia ser massajado, até mesmo as solas dos pés, os músculos das pernas, os ombros, o pescoço, etc. Isso devia ser feito pelo menos uma vez por semana.
Vós viveis num mundo doentio. Existem de longe muito mais pessoas enfermas do que sãs. A ingestão dos alimentos devia ser feita com atenção e mastigá-los bem.
Amor próprio. Vós actualmente estais a começar a ter consciência dos poderes da mente - telepatia, clarividência, etc. Nós estamos todos ligados mentalmente a todos os outros seres humanos. Não acham que seja válido observarem os vossos pensamentos? Não permitam que o vosso pensamento os deixe em estado de raiva, nem de inveja, etc.

Mark Probert

Tradução: Amadeu António






Sem comentários:

Enviar um comentário