segunda-feira, 31 de agosto de 2015

ECONOMIA EM COLAPSO



 (1990)

https://www.youtube.com/watch?v=905Upur2QVM


Foi-te dado tanto e tu registaste tanto do que te foi dito quanto aos ensinamentos secretos; precisas entender que muito disto é recordação, muito disto pertence a um período de aprendizagem anterior ou invocação, verdade. E por causa disso tu reconheceste a verdade conforme já enunciada por este canal. Assim sucederam as perguntas: “Como poderei tirar partido da oportunidade de entender melhor, concretizar, dominar as verdades que me foram dadas?” Perguntaste acerca de estudares mais, a aprenderes mais e a ocupares-te da missão da tua vida.


Depois, percebe que tens diante de ti, neste instante, um encargo que poucos conseguirão compreender, o encargo de fazer deste lugar uma Escola de Profetas como a antiga escola do Carmelo e do Egipto. E poucos de quantos se acercam deste edifício compreendem a visão do propósito que tem, a sua abrangência, e a importância que tem na introdução de uma nova via. Depois enunciaríamos esse propósito de forma tão cuidada quanto pudermos, da seguinte forma: Sê útil ao estabelecimento de uma Escola de Profetas, e faz de ti ao mesmo tempo um estudante nela. 

Prepara-te como “canal”, por intermédio deste por quem falamos E compreende o seguinte: Poucos dos que estudaram na Escola de Profetas virão a ser usados do mesmo modo que este canal por intermédio de quem falamos, por nem todos se acharem adaptados à perda de consciência nem à capacidade de ceder o corpo e a mente à Fonte para que fale directamente por intermédio dele sem qualquer envolvimento da mente consciente.


Tu és uma dessas poucas que têm a oportunidade, a capacidade de estabelecer contacto consciente com a Fonte, conseguir igualmente desenvolver a capacidade de perder a consciência à-vontade a fim de canalizar conforme este o faz. Muitos desses na Escola de Profetas são treinados em função de outros dons espirituais, e para os compreenderes conforme o Paulo da antiguidade os redigiu, Ps Dons Espirituais dos capítulos 12 e 13 das Cartas aos Coríntios: “Diligentemente Busca os Dons Espirituais Elevados”


(NT: Dons da sabedoria, do conhecimento, da fé especial, do poder de curar, do poder de fazer milagres, a capacidade de distinguir os espíritos, falar línguas que nunca se aprendeu, o poder de interpretação, etc.)


E sabe que na Escola de Profetas serão treinados curadores, mestres, profetas, não canais, no sentido em que tantos nos dias actuais tentam tornar-se médiuns de espíritos desencarnados; procurem evitar isso e não se associem com aqueles que canalisam desse modo. Por lhes ser facultada a busca do mais elevado, somente do mais puro, canalisar as palavras provenientes do Trono da graça e não os espíritos dos outros que, conquanto não se encontrem no corpo ainda abrigam as opiniões e crenças que tinham, dogma e distorções.


É essencial que cuides da tua saúde por meio de uma dieta, em particular com respeito à assimilação de vitamina B, B6 e B12. Elas serão importantes na manutenção da estabilidade enquanto canalisas e escreves. Mas inicia a escrita.


E é importante que te prepares, do ponto de vista da carreira e dos activos que tens, que te despojes tanto quanto possível e liquides, conforme o jargão empregue por aqueles que lidam com finanças, à excepção de manteres as terras que substituam o dinheiro enquanto valor. Entende que para muitos agora isso se torna importante. Em particular a terra que produza alimento será essencial à estabilidade. Aqueels que possuem prédios e coisas assim, outras formas de imóveis, ver-se-ão em sérios apuros durante esses períodos em que os mercados se encontrarem conforme se encontram agora, não só nesta nação e no Canada, como virtualmente por todo o mundo.


A econommia acha-se estagnada e dificilmente se consegue mexer, e dá-se uma tentativa, por meio da actual guerra – os desafios no Médio Oriente começarem como uma tentativa de estimular e revitalizar as economias, contudo conduziu a uma insensatez tal como o mundo jamais tinha assistido.

Entende o seguinte: Encontrais-vos à beira de um momento tal de mudança na história da humanidade conforme ela jamais viu desde a queda da Atlântida. Por o tempo se encontrar próximo, entendes, em que todas as nações do mundo, incluindo esta, voltarão as costas a Israel. E Israel, essa nação permanecerá só contra todas as nações e defemder-se-á sozinha. Quando tentar reconstruir o Templo no Monte Sagrado também se tornará no celeiro do mundo. Mas a pequena Israel só sairá vitoriosa quando João pineal entrar em cena e começar a desenredar o que se terá tornado a Terceira Guerra Mundial, ou pior que isso, por as anteriores guerras mundiais não se compararem ao Armagedon que se encontra próximo.


Assim, entende que o que está para ocorrer não é coisa pouca, e que não existem soluções fáceis para o que surge adiante, por se disseminar até que as nações do mundo se achem envolvidas. Mas examinem as promessas conforme se acham registadas e procurem entendê-las no Livro da Revelação e muito do que afirmamos será entendido. Assim, para sermos claros relativamente à tua pergunta pessoal: Põe de lado aquilo que tiver representado a tua carreira por enquanto e disponibiliza-te para esse período de treino, de ensino, que tem início, que se traduz pela tentativa de estabelecer a Escola de Profetas que irá surgir durante o próximo ano, durante o próximo mandato. Entende que a maioria de quantos se acham envolvidos em estabelecer este pequeno seminário têm pouco comprensão quanto ao alcance que tal escola possui, mas é essencial que aqueles que entenderem, os que conseguirem levar essa palavra pelo mundo, precisam entender que é vital que o mundo chegue ao entendimento de que não existem dois poderes que sejam conhecidos por Bem e Mal. Existe somente o Amor e o Temor, e o Amor constitui um poder, uma força real e dinâmica. O outro não passa de uma fantasia. Tal como a Luz é real e viva, e as trevas não têm existência por si sós. São apenas um ponto de referência daquilo que não tem existência. Assim, a luz triunfará.


Mas é-te facultada a oportunidade de mudar essa compreensão e dicotomia. Entede o seguinte: A mente daquela espécie dotada de um cérebro cindido só consegue pensar em termos de opostos ou contrários: Luz e trevas; amor e medo; bem e mal. Mas aqueles que tiverem reparado a fissura do cérebro e tiverem em punhado a Coroa da Iluminação, a Mente Superior, esses saberão que existe somente Um poder, que é o poder do Amor.


A menos que sejas capaz de transmitir essa mensagem ao mundo, mesmo que por intermédio de meios tradicionais, por meio do uso do bem-senso inerente ao negócio, à organiszação, e os passos que evidentemente precisam ser dados, até mesmo aqueles perante os quais estiveste exposta esta noite, nem que seja mesmo aqueles com quem acabaste de conversar.


Aplica isso ao ouro que tens em mãos, e o único ouro de que disporás neste momento será o da verdade. Isso é o que deves introduzir no mercado, por os edifícios e os investimentos se acharem em larga escala perdidos e aqueles que tiverem fortemente investido neles e não tiverem reservado qualquer espaço para si próprios, esses terão sido apanhados no colapso da economia. Só por intermédio da troca, aqueles de vós que forem sensatos o suficiente entenderão que a verdadeira economia consiste no intercâmbio de valor por valor. Pelo conhecimento poderás vencer, no sentido de seres capaz de te livrar de tal coisa como ver-te com pedras penduradas ao pescoço a pesar sobre ti e a impedir-te de te mexeres. Mas muito disto podes tu ouvir e entender. Prepara-te. Escreve, conforme foste já instruída. Seque a instrução das vozes que vêm ao teu encontro. Mantém da tua saúde e cuida da tua dieta por tees sofrido daquilo que outros, sem entenderem, chegaram a chamar de esquizofrenia ou reacção psicótica, cedo na vida. Tens tendência para a perda da integridade no campo da aura, o que te dificulta o reconhecimento dos teus próprios pensamentos em comparação com os pensamentos dos outros que vêm até ti.


Conforme descreves com frequência, aquilo que representa um dom também se afigura muitas vezes como uma maldição. O dom reside na capacidade de ouvir, de perceber. A maldição assenta na confusão inerente à distinção dos pensamentos dos outros e dos teus próprios, e ao desafio de entrares em sintonia cuidadosamente com a Fonte da Vida, a Fonte do Amor, e de canalisares somente isso, ao te esforçares em prole do estabelecimento da Escola e de seguida partires a ensinar.


Pergunta: Que deverei eu fazer agora de específico em prole do meu máximo benefício e em benefício da raça humana? Faz o favor de considerar as seguintes possibilidades:


1 – Viajar

2 – Continuar a vender Imóveis

3 – Escrever um livro acerca das minhas experiências passadas

4 – Permanecer no palco a fim de prestar auxílio

5 – Destinar-se-á a mensagem a encorajar-me a despojar-me de tudo quanto seja material?

6 – Outras sugestões


Resposta: Bom, grade parte disso já nós comentamos. Entende que o impulso que tens para te expressares no palco não está no sentido de actuares e entreteres. Disso já tu tens consciência. Ao invés, o impulso assenta em expressares aquilo que tentas comunicar por intermédio de ti própria, enquanto canal. Ou seja, represetna permanecer no palco, como faz este canal, a fimd e ensinares e de trabalhares nos workshops de tal modo que entretenhas e informes, e devas ensinar. É esse o impulso que sentes.


Entende que, sim, a escrita acerca das experiências, a superação dos grandes desafios, essa escrita precisa ser feita. Isso fará parte da credibilidade, da capacidade que tens de sentires empatia por quantos enfrentam tais desafios. Isso faz parte do trabalho.


Despojar-te de todas as coisas materiais não é particularmente importante, mas mais o uso da capacidade que tiveste de produzir sucesso, utilizar essa capacidade para prestares assistência na criação da Escola. Mas depois comprende que despojar-te das coisas materiais não terá importância enquanto questão quando vires que o que está a acontecer na economia tomará isso a seu cargo, por si só.


Depois, continua a obter prosperidade, a afirmação do sucesso. Porque quem ficar por menos, não falará bem do Pai. Depois prossegue com o sucesso material, mas com a canalisação disso para o trabalho, esse é o propósito de vida. Isso é importante. Treina-te e toma parte na Escola que começa a ser concebida e estabelecida. Toam parte junto de quantos estejam determinados a fazer com que a Escola de Profetas seja estabelecida de tal modo que possa reflectir a prosperidade da Fonte e não a alojarem-se num lugar de mentira. Toma cautela com essas coisas e coopera com aqueles que sabem do que falamos.


Pergunta: Que relacionamento deverei ter com o meu namorado que é cristão fundamentalista... deverei casar-me com ele? Será melhor que rompa os laços que tenho com ele? De que modo o poderei fazer?


Resposta: Bom, antes de mais, entende que ambos compreenderão o sentido da citação do apóstolo Paulo, ainda que de ua perpspectiva diferente: “Não vos uniais a um descrente.” Ora bem, usamos isso a fim de salientarmos o seguinte: Que se fores capaz de te treinar, compreender que não existe conflito entre o conhecimento de Cristo como uma realidade pessoal, em se entregar ao Cristo, que não existe conflito entre verdades – é verdade que devem nascer de novo, é verdade que devem aceitar o Cristo enquanto Senhor e governante da vida. Isso não choca com aquilo que conhecem com entregar a vida no altar do amor e do Eu Superior, do Cristo Interno, do Espírito Santo, que tem assento dentro de ti.


Existe um conflito aparente entre ambos, mas o único conflito significativo assenta  no facto do Deus dos cultos fundamentalistas ser um Deus de vergonha, de temor, de trevas, de mal, de punição e de destruição. Além disso, procabrir-lhe os olhos, caso seja pertinente, para a mensagem de luz, mas ao mesmo tempo comunica-lhe o facto de te ser essencial não te ligares na divergência com alguém que não consiga compreender e aceitar enquanto Senho e governante da vida o Deus que é Amor Incondicional. Porque, conquanto tenha passado por uma experiência de conversão, de salvação, de um renascer, ele precisa dar um passo além a fim de compreender que Deus não é um deus que condena, que remete uma alma para o fogo eterno e para a destruição por falta de compreensão de que Deus é, de facto, Amor Vivo e o único poder real que existe.


Quanto à separação dessa “ligação desigual,” apresentamos-te o desafio exactamente tal qual ele é, assente no facto de que a vida com alguém que acredite no Inferno seja um inferno.


Pergunta: De que modo poderei aprender o máximo que conseguir em resultado de ter conhecido o Paul Solomon? Que será que precisarei aprender ou chegar a conhecer para ser capaz de proferir a verdade, conforme o via a fazer?


Resposta: Pois, decerto que acabamos de responder a isso. E aquilo de que falamos quanto ao estabelecimento da Escola, que profetizamos faz vinte anos, está para ocorrer. O tempo acha-se próximo. De facto o tempo já passou, o tempo em que a Escola deveria ter surgido e sido fundada. Esse tempo está atrasado já e deviam tratar disso. Devem tratar de a estabelecer de modo que possa constituir a salvação do mundo. Porque, até que a mente do homem seja unida, até que o fosso criado no cérebro, que foi instaurado no momento da separação do homem da Fonte, aquilo que é mencionado na alegoria do Jardim do Éden como “A Queda do homem,” a menos que ele seja sanado, essa separação da mente que é causa de guerra no íntimo do indivíduo, irá manifestar-se nas vossas ciências, nas vossas tecnologias e em todos os assuntos do homem, de forma que até o vosso sistema judicial representará um sistema adversário. Vocês estão somente a começar a obter um vislumbre, a sanar os mal-entendidos e a injustiça deve advir da mediação, em vez de justiça acusatória.


Todas essas coisas procedem do cérebro cindido, da separação da pessoa em dois extremos, da separação do homem de Deus e do homem de si próprio; porque aqueles que foram criados e os que se manifestaram neste planeta eram seres andróginos. Assim, tal como o Elohim entrou neste planeta a fim de o estabelecer como um lugar de unificação com a Fonte, esses seres eram andróginos e íntegros e completos em si mesmos. Mas quando o cérebro foi cindido e chegaram a obter conhecimento por meio de pontos de comparação e pelo estabelecimento de luz e trevas, bem e mal, amor e temor, também os corpos se dissociaram em masculino e feminino. Todas essas coisas se traduziram pelo processo de uma divisão entre o que chamaram “Homem e Deus.” O Homem é uma expressão natural de Deus, andrógino por natureza e íntegro em si mesmo.


Depois, o movimento desta espécie rumo à realização do seu propósito neste planeta só será efectuado quando se sanar a cisão de si mesmo. O sentido de imperfeição resultante da separação de si mesmo em masculino e feminino e hemisfério direito e hemisfério esquerdo do cérebro, e a separação do físico em relação ao espiritual, todas essas coisas precisam unir-se a fim de compreenderem e restabelecerem a Lei do Um neste planeta. Se vierem a compreender a Lei do Um, assim será completado e usará a Coroa da Iluminação.


Pergunta: Ultima pergunta. Que será que preciso limpar do lixo da minha própria vida que não reconheço?


Resposta: Diríamos, a partir de uma leitura desses registos, que cura dessas coisas, o tempo de estudo e compreensão do Décimo Terceiro Caminho da Iniciação, que dispensamos a título de fundação da Escola de Profetas. Quando entenderes o princípio do Décimo Terceiro Caminho então terás descoberto como, conforme é expressado nos ensinamentos que temos dispensado, a expressão que tem sido usada na comunicação disso: “Deitar o lixo fora.”


Isso sucede ao aprenderes a interagir com aqueles da Escola e ao te desenvolveres por intermédio dos Doze Passos do Deserto até atingires o Décimo Terceiro e o estabelecimento da Via Vertical que conduz à Fonte. Dos caminhos do carma, que são doze, até ao Caminho da Graça, a Décima Terceira Via. Essa é a fundação da Escola de Profetas, e se te entregares ao estudo e desenvolvimento e partilha disso purificar-te-ás das coisas de que falas e que pensas e que neste momento questionas.

Vamos repetir uma vez mais. Tem todo o cuidado quanto ao equilíbrio nutricional deste corpo, por o desequilíbrio nutricional deste corpo, em particular o relacionado com as vitaminas B, B6 e B12 pode desorientar a mente, por se tratar da mente de um canal, e devido às capacidades naturais e sensitiva, ou conforme outros disseram, por causa de seres “psíquica,” aqueles que são sensitivos encontram-se por natureza inclinados a receber interferências, por assim dizer, em meio às mensagens que são recebidas através da consciência. Tem cuidado com o equilíbrio. Mantém-te íntegra, pura, decidida, e entrega-te, pois, ao desenvolvimento do talento e da capacidade que tens, que te trará a oportunidade de escreveres, de ensinares, de te expressares no palco.


Todas essas coisas que têm representado a instigação interior, todas essas coisas que mencionaste nas perguntas que fizeste, são os impulsos que te têm sido transmitidos por meio da própria canalização que fazes, e que nós procuramos fazer ao comunicarmos contigo, a gora a título de confirmação do que já é d teu conhecimento, em vez de o fazermos à guisa de revelação de algo que ainda não conhecesses. Nós vimos lembrar, apelar-te à lembrança. E é isso que é feito a partir destes registos. 


Pergunta: Sinto ter-me deparado com uma encruzilhada em que consigo perspectivar muitas opções para o meu futuro mas me sinto confusa quanto ao que fazer a seguir. Que terei eu optado por fazer nesta vida? Porque razão me sinto tão confusa agora? Conseguirei alcançar um sentido de satisfação quanto à promessa de uma vida mais abundante e de felicidade e de conhecimento fazendo aquilo que vim aqui fazer?


Resposta: Bom, em primeiro lugar, grande parte do que podemos ler destes registos já é do teu conhecimento, por teres sido contactado muitas vezes e te ter sido dado tanto que precisa ser redigido, ensinado e partilhado. A tua vida não tem sido acidente nenhum, inclusive os obstáculos que têm sido superados, bem difíceis, e que colocaram um desafio de tal ordem à alma, e a tal nível, que torna a história da tua vida e do teu desenvolvimento, o relacionamento que tens com a Fonte, importante para tantos.


Compreende que, conquanto não seja necessário que uma alma se esforce nem que experimente dor nem divisão para poder crescer, por vezes opta por o fazer através das mais difíceis experiências que um homem ou mulher pode conhecer nesta vida, para obter a recordação, a experiência, o conhecimento, a capacidade de compreender os outros na luta que empreende e em meio às enormes dificuldades por que passam. Por isso, acontece muitas vezes no preparo de um mestre ou alguém a quem foi dada uma enorme carga, neste período em que se é duramente posto à prova antes que lhe seja dada a oportunidade de partilhar o conhecimento, a sabedoria que sobrevém.


Virás a entender conforme poucos o fazem, que a dor decorrente das experiências, os obstáculos que superaste, não são necessários ao desenvolvimento da alma. Contudo, são necessários para levar um mestre a sentir empatia, compreensão, a aconselhar e a prestar auxílio àqueles que se acham em sérios apuros e em tumulto. A tua alma experimentou tanto nesta vida, em resultado de muitos períodos de preparação, que o diremos de novo: Grande parte disso já é do teu conhecimento.

Tu tens noção de que deves escrever. Deves anotar num diário todas essas experiências por que passaste desde cedo na tua vida, cinco, seis anos de idade, assim com todas as experiências que te conduziram àquilo com que te defrontaste e a superar os obstáculos. Por isso, tens muito a partilhar.


Em seguida deixa que vamos mais longe, por serem muitas as perguntas que tens, e que tentaremos responder da seguinte maneira: Conforme constatas este “canal” aqui a comunicar as nossas palavras, palavras provenientes deste nível, desta Fonte, do Akasha, e mesmo provenientes do Reino Angélico conforme te foi dado experimentar. É comum que a um canal destes a informação sobrevenha com muito mais rapidez do que possa vir sendo vocalizada, redigida ou mesmo gravada. De modo que este canal acha necessário frequentemente colocar-se no estado inconsciente que permita que as palavras sejam transmitidas a tal velocidade que seja passível de ser repetida.


Digamo-lo de um outro modo: este canal é perfeitamente capaz de escutar as palavras provenientes da Fonte e de as repetir a outra pessoa, coma excepção de que a informação sobrevém tão rápido que a mente, a mente consciente não conseguirá compreender, interpretar e escrever ou repetir. O mesmo acontece contigo. À medida que a canalização chega, à medida que os ensinamentos chegam, à medida que as vozes se pronunciam, a informação, o conhecimento, a consciência, a comunicação sobrevém muito mais rápido do que és capaz de registar, especialmente através da escrita.


Por isso, precisas conceder a ti própria aqueles períodos de tempo em que coloques a consciência de lado e anotes a comunicação que chega. A verbalização mostrar-se-á, pois, mais prática do que a escrita, no entanto será o período em que possas pôr a consciência de lado e canalizar a comunicação através de ti próprio que te chega por palavras que não requerem o uso da mente consciente, para traduzir e verbalizar. Isso tem representado parte do desafio para ti. Por teres perguntado de que modo será possível, ou porque as vozes comunicam tão repetidamente a consciência, a sabedoria, o conhecimento, a compreensão, os ensinamentos se não consegues registar o suficiente. Isso é, pois, comum. Essa é a natureza da mente do homem, que precises transcender o cérebro para poderes comunicar a partir da mente una, e ao fazê-lo possas trazer mais percepções e comunicados.


Depois, começaste a ver que o trabalho que está diante de ti é mais vasto do que o desafio do sucesso na área do Imobiliário, e outras aventuras que tais. Tentemos comentar isso por um instante. Conquanto seja verdade que a área do Imobiliário, em particular a terra, constitua o mais importante dos investimentos, quer dizer, o mais seguro de todos os investimentos por a terra ficar quando tudo o mais se esvai, vós encontrais-vos numa altura, conforme poderás reconhecer, em que o investimento e o trabalho associado ao Imobiliário que praticaste não mais se faz possível de praticar. Chegaram ao fim de uma época em que deixou de ser prático operar na área do Imobiliário conforme o fizeste no passado, em razão das economias do mundo se encontrarem em fase de transição. Falamos muitas vezes de um tempo em que um bocado de pão daria para comprar um saco de ouro. Esse tempo acha-se sobre vós, agora.


Isso para muitos significa que a compreensão do sucesso deve ser alterada, deve mudar do conceito do dinheiro em que assenta, que já não possui mais um valor real – e que obviamente sempre possuiu um valor simbólico, só que tempos houve em que tal símbolo constituía o símbolo de um valor efectivo realizado. Desde então, a economia tem-se desligado do valor real e não simboliza uma parcela verdadeira de riqueza. O que quer dizer que as vossas economias, tanto neste país como na tua terra natal, os governos encontram-se na bancarrota, as economias encontram-se de rastos. E em resultado disso, ou a consequência disso para os mercados como o do Imobiliário, irão cair sobre vós.

Depois, virá tempo em que um bocado de terra que produza um pouco de pão valerá muito mais do que ouro, por o ouro não poder ser comido nem poder alimentar o mundo, e não mais constituir padrão para as economias do mundo. As economias são actualmente praticamente manipuladas em vez de representarem um valor realizado.


Assim, o sucesso torna-se no desafio de saber como tornar os talentos e as capacidades válidas. O desafio, para aqueles de vós que tomaram consciência da Fonte, para aqueles de vós que conhecem as leis do êxito e da sobrevivência, passa por dissociarem a ideia do sucesso que têm, do conceito do dinheiro. Por estar a chegar um tempo em que ensinarão que será o valor que possam conseguir pelos serviços que prestam que levará as pessoas a valer o que antes o dinheiro representava. O que, vale dizer, muitos de vocês estão a preparar-se para ser mestres num tempo em que a economia falhou e em que um homem ser bem-sucedido não significa mais a acumulação de riqueza sob a forma de símbolos a que chamam dinheiro, mas em que para que um homem ser bem-sucedido significa o cultivo da faculdade da independência (autonomia) da autossuficiência, fazer de si e dos serviços que possa prestar os valores que possa ter, valores que valham por valores efectivos.


Há aqueles de vós que deverão ser auxiliares, aqueles que sabem e aqueles que prestam auxílio num tempo em que a confusão reina, em que as instituições de que o Homem tem dependido não mais podem assegurar tal dependência. O que quer dizer que se acham à beira do colapso por múltiplas formas, mas aqueles de vós que compreendem as leis que governam o sucesso perceberão que essas leis continuarão a ser as mesmas, por constituírem Leis Universais que não se acham ligadas às economias nem aos símbolos da riqueza.


Assim, precisas desenvolver, usar da aplicação da Lei Universal, e da capacidade que tens de ensinar aqueles que chegarem a um período de confusão, aqueles que fizerem face a um colapso económico iminente nos investimentos pessoais que tenham feito e assim. A confusão que resultará deverá ser estabilizada por aqueles que tenham conhecimento da Fonte, aqueles que conhecerem as Leis Universais. Então, uma parte do propósito que te cabe nessa altura será o de prestares auxílio nesses períodos de crise que se acham diante de vós, e perceber na tua vida que a ocupação que tens não mais é viável. Isso, já tu começaste a entender, e ao mesmo tempo, encontras-te financeiramente capaz de auxiliar à criação de uma escola, de um ensinamento, de uma oportunidade de as pessoas aprenderem e compreenderem as leis do valor próprio, do amor-próprio e da relação pessoal que tenham com uma Fonte de orientação que represente uma salvação durante esses tempos.


~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~



AMPLITUDE E FREQUÊNCIA DAS ONDAS CEREBRAIS (1992)

Sim, temos o registo do percurso da alma diante de nós. Iremos comentar, antes de mais, que nesta altura realizaste em larga medida o propósito da tua vida, ou talvez digamos que posicionaste muito bem as fundações para a realização disso da forma que o conseguiste. Aprendeste a eliminar aquilo que, em muitos aspectos não era essencial, mas particularmente em termos de religião. Colocaste as formas de lado e reconheceste a realidade da Fonte.


Agora, a realização disso, por si só, já representava um propósito e tanto para a tua vida, Tu chegaste a compreende e a conseguir um relacionamento pessoal real, directo e experiencial com a Fonte, o Criador. E conquanto prefiras não te ater aos rituais religiosos para realizares tal parcela remanescente da busca que empreendes, gostaríamos de to apresentar do seguinte modo:

O propósito de vida que tens, ou propósito da alma nesta vida assentava e assenta na experiência de uma maneira pessoal, exequível e prática de estares em harmonia com a Fonte de Vida. Ora bem, tu chagaste a um tempo em que essa Fonte, a Fonte pessoal, pode ser conhecida e descoberta. Acrescentaríamos unicamente ao propósito de vida que tens isto. Já vives a tua vida de acordo com a ética e a moralidade sem te enraizares num grupo particular. E isso é conveniente. Tu estás e tens estado bastante ocupado como empresário, a construir a tua vida e os relacionamentos que tens com os demais.


O que pediríamos que acrescentasses à tua vida seria um período de tempo a cada dia em repousasses a tua mente de modo a aliviares a actividade do pensar a ponto do descanso da mente no sossego, no silêncio absoluto sem pensares em nada de particular, mas mais de forma a suprires à tua mente um período de recriação. Tal recreação – vamos decompor o termo do Inglês a ver se o efeito se nos deparará na tradução. Quando falamos de recreação, estamos a juntar duas palavras antigas do latim que são o “re,” que significa repetição ou realizar de novo, e “criação,” que quer dizer fazer, criar. “Recreação,” pois, brincar, repousar, aliviar a mente do trabalho e do pensar, significa recrear a mente e o poder e a capacidade que tem. Isso agudiza o pensar, mas porventura mais importante, produz uma experiência de paz, de tranquilidade, de harmonia ao longo de todo o corpo, que necessita de um período de um relaxamento profundo total que lhe faculte a oportunidade de ficar num estado isento de tensão e de estresse, por um período curto de vinte ou trinta minutos, de modo a poder curar-se por diversas formas e a fim de criar uma maior resistência íntima.


Ao mesmo tempo, esse período de absoluto silêncio da mente permitirá que te surjam automaticamente intuições, criatividade, orientação e direcção, e não por meio de um processo da mente pensante sensorial, nem por meio da lógica, nem do pensamento racional, mas através de um período de receptividade em que as ideias, compreensões e orientação possam simplesmente cair no seu devido lugar e suscitar uma enorme criatividade e orientação.


Bom, grande parte da realização do propósito da tua vida destina-se ao crescimento da alma, ao amadurecimento enquanto ser; um ser que sempre existiu e que continuará a existir muito após o corpo se ter retirado como se fosse uma muda de roupa. Isso, pois, representa uma grande parte do propósito que tens na vida, mas há mais. E para o explicarmos voltar-nos-emos para o relacionamento que tens com a tua filha. Ela está a atingir um período da vida dela em que se apresentará cheia de perguntas, impressionável, pronta para entender áreas mais complexas da vida. 


Agora, não precisas recomendar que ela siga uma religião ou que deixe de seguir. Deixa isso a cargo do que desejar e do sentido de orientação que encontrar. Deixa simplesmente isso a cargo da decisão dela, no entanto faz o seguinte por ela: Ajuda-a a compreender que existem quatro estados de consciência que foram identificados por intermédio do bio feedback e da actividade encefalográfica. Cada um desses quatro níveis de consciência tem, claro está, um propósito. Referir-nos-emos a esses quatro níveis nos termos empregues pelos técnicos do bio feedback que os registraram pela medição do ritmo, da frequência e da amplitude das descargas eléctricas do cérebro durante o processo do pensar.


Mencionámo-lo no enquadramento do relacionamento do relacionamento que tens com a tua filha de modo que lhe possas dar o que tens em termos de conhecimento íntimo quanto à existência de uma Fonte, mas ao mesmo tempo, não consideres a religião como a expressão ou compreensão óptima dessa Fonte; tens pois, a oportunidade de a auxiliar a ir mais directamente, pessoalmente, junto da Fonte, sem precisar de rituais estranhos nem práticas que se tornaram em larga medida numa tolice.

Esses quatro níveis de ritmo chamamos Teta, Delta, Alfa e Beta, referem-se à frequência e não à amplitude – não referem a amplitude do momento, mas a frequência em que a mente está a funcionar. 

Assinalamos isto por ela se achar bastante envolvida com a escola e a aprendizagem. Tipicamente, no sistema educativo Japonês, as crianças são fortemente encorajadas a concentrar-se e mesmo a manter a mente ocupada em concentração no que referimos como nível de consciência Beta. Mas há um problema subjacente ao pensar desse tipo. O pensar inerente ao ritmo Beta é concebido na mente humana para o tipo de resposta caracterizado por “dar luta ou fugir,” o que quer dizer que é o pensar característico do nível de emergência. Contudo, tornou-se generalizado por os povos de virtualmente todas as nações a ideia de que a mente seja propensa ao nível Beta do pensar durante o período de vigília, desde bem cedo na manhã até que se prepare para se retirar, pela noite. As únicas excepções que vemos a isso são quando as pessoas caem naquilo que é chamado devaneio (sonhar acordado).


Por vezes, no sossego do instante, uma criança ou adulto poderá parecer distanciar-se na consciência, recordar experiências passadas e chegar mesmo a fantasiar e a ver na mente imagens do passado, ou imagens de beleza. Mas quando isso ocorre o ritmo das ondas cerebrais baixar-se-á automaticamente para o nível Alfa do padrão de onda cerebral. Bom, isso é ideal, simplesmente porque no estado Alfa se aprende muito mais facilmente, de modo efectivo e sem esforço, por o esforço conduzir o ritmo da onda cerebral de novo para o nível Beta, o qual só engloba uma recordação de curto-alcance. Assim, ensina-a a relaxar. Ensina-lhe que não faz mal, e que está mais que certo entrar em devaneio, fantasiar, manter viva a porção da mente criativa, intuitiva, e que possibilita a descontração e a compreensão. Agora, caso ela possa, durante os períodos de permanência nas aulas, se ela conseguir manter uma mente serena, ela absorverá, sem uma grande dose de esforço, aquilo que lhe for apresentado nas matérias a aprender. Depois, em período de testes, será virtualmente certo que os estudantes, em especial aqui no Japão, passem automaticamente para a frequência Beta, para a frequência do estresse que é dotado unicamente de memória de curto alcance, razão porque os estudantes despendem um tal período de concentração mesmo antes do teste, uma noite ou duas, tarde da noite, a tentar absorver e recordar.


Eles utilizam uma frequência de onda demasiado rápida, e passam a depender da memória de curto alcance, sem obterem o melhor dos resultados. Se ela conseguir aprender tranquilamente durante o período das aulas, no período de leitura e de estudo, tornará a experiência tão agradável quanto possível. Depois, em especial em períodos de exame, ensina-a a relaxar respirando profundamente. A cada inalação faz contagem regressiva até atingires o ponto de relaxamento, dizendo a ela própria: “Vou inalar profundamente cinco vezes e à quinta vez sentir-me-ei completamente relaxada, em paz, no estado de consciência Alfa, onde se apresenta uma memória de longo alcance, sentirei e perceberei e recordarei as respostas dessas perguntas.


Ora bem, estamos a dizer-te tudo isto não simplesmente para que ela possa obter melhores notas na escola; esse não é o nosso propósito. Aquilo a que estamos a querer chegar é ao seguinte: Também existe, e provavelmente já terá sido descoberto e testado, a existência na mente e no cérebro de um ser, por falta de palavra melhor, que é como se fosse uma personalidade distinta a viver na mente de cada pessoa. O que, em termos religiosos e metafísicos é comummente referido como Eu Superior, o Cristo Interno, Deus Interno, e assim. Referir-nos-emos a isso como a inteligência inata que detém controlo sobre a cura do corpo e que goza da oportunidade e inclinação para tanto, sempre que é convocado, sempre que é acedido. Possui uma extraordinária para dar respostas para todos os tipos de questões subordinadas à vida, mesmo questões do foro dos negócios, questões respeitantes a dinheiro, acção, actividade; interessa-se e conhece o propósito de vida como o corpo foi criado e porquê.


É, conforme foi descoberto. É não assertivo, não intrusivo. Não entra no pensar do dia-a-dia de cada um, a menos que seja buscado e requisitado. Estamos a falar aqui em termos científicos, por esse ser, essa inteligência terapêutica inata, não ter sido descoberta por meio da religião nem da metafísica mas através da psicanálise, a qual descobriu uma porção da mente, ou da consciência, de forma bastante acidental, mas em relação à qual veio a conhecer que possuía aplicações e habilidades fenomenais, inclusive de cura, orientação, compreensão de si mesma, segurança, e de todas as formas de contribuição para a vida e a realização, quando convocada para tanto com regularidade.


Bom, curiosamente essa é a fonte do facto de isso ter sido certa vez conhecido nos tempos antigos, de ter havido reconhecimento desse ser, embora não fosse compreendido nos termos modernos, mas havia um conhecimento comum quanto à existência dessa Elevada Sabedoria, Mente Elevada, que é a fonte do que é chamado de oração, embora os religiosos tenham há muito tempo esquecido que a oração seja e a que se destina.


Então poderás auxiliá-la da seguinte maneira: Quando tiveres ficado em silêncio durante um teste ou assim, e precisares de algum auxílio, invoca primeiro a tua inteligência superior inata. Pede à tua Fonte: “Por favor, revela-me a resposta para esta pergunta.” Tendo pedido, sugere que ela anote as palavras iniciais, as ideias, os pensamentos que lhe vierem à mente, por a resposta que surge ser invariavelmente seguida de dúvida.


Para a mente treinada, a crença no pensamento racional e assim, torna-se envolvente e confuso e suspeito; por conseguinte, pega no primeiro impulso e anota-o. Ela também gozará da faculdade disso quando se encontrar serena diante de um teste e ansiar por uma resposta para determinada pergunta que não consiga recordar bem, a seguir poderá fechar os olhos, respirar em profundidade uma vez mais e visualizar o rosto do professor e colocar ao professor a pergunta. Então receberá a resposta, a qual anotará.


Ora bem, passamos por toda esta explicação com a intenção de que completes o propósito da tua alma por intermédio da compreensão sempre crescente da natureza da Fonte criativa e para que possas chegar a conhecer a importância e uma período diário de tranquilidade, um período de paz e de cura. Um período de consulta dessa inteligência superior inata, se quisermos. Compreende de seguida só mais esta coisa que é importante para a vida e para a saúde. 


Deves ter conhecimento e passar igualmente à tua filha a noção de que o pensar estressante, o pensar em condições de estresse – o que de facto é habitualmente feito por as pessoas serem levadas a isso - quando há uma decisão importante a tomar, é transmitido às pessoas que se devem preocupar com a questão para receberem uma resposta. A preocupação consiste numa forma de pensar sujeita a condições de estresse, e todo o pensamento, quer estressante ou não, todo pensamento produzido pela mente cerebral move músculos no corpo. Pensamentos estressantes produzem somente contracção muscular, não expansão. E tais contrações tornam-se literalmente -- por ter sido provado, por ter sido fotografado, tocado, sentido, examinado em exames pós-morte – espasmos musculares incrustados resultantes de um pensamento negativo que leva os músculos a contrair-se e a um pensamento negativo que não é subsequentemente libertado com alegria, determinação ou satisfação.


Mas mesmo sem terem tais pensamentos, o estresse permanece e os músculos tornam-se num espasmo, e ao seu redor forma-se uma crosta a partir dos minerais do organismo. Isso é frequentemente encontrado ao longo da espinha e do processo espinal. Em meio à actividade tende a interferir com os nervos e o suprimento do sangue e outros suportes de vida que tais, necessários aos órgãos do organismo. E ao provocar isso, esses pensamentos corporificados deixam o corpo muito mais susceptíveis à doença.


Depois cumpre com o teu propósito de vida por meio da aprendizagem do relaxamento e livra-te, na medida do possível, do estresse por todos os meios. Sempre que surgir um pensamento estressante resolve-o ou ri. Relaxa e ri com respeito a isso e liberta-o. Desse modo, os espasmos musculares serão libertados e os músculos relaxarão. Assim poderás evitar doenças prematuras e a debilidade corporal e poderás conseguir um incremento da longevidade para ambos, para ti e para a tua filha.


Agora, a descoberta desses princípios, o percebimento e a prática deles em ti e na tua filha, isso equivale ao propósito de vida que tens. Há, claro está, um certo estresse entre ti e outros que precisa ser resolvido para que te chegue a paz, e isso é o que alguns poderão chamar de carma. Isso faz igualmente parte do propósito de vida que tens. Perdão. Liberta e remove tais relacionamentos e fontes de estresse no teu íntimo para que o pensamento corporificado não se torne causa de término de vida.


Se ensinares esse modo de pensar, pelo melhor de que fores capaz, à tua filha, colocarás ao seu dispor tudo quanto ela necessita para crescer, para desenvolver a autoconfiança que é essencial nesta altura. Ela obterá um relacionamento conveniente com a Fonte, que poderá ser praticado ou compreendido tanto num enquadramento religioso como não, de acordo com o desejo que tiver. Em qualquer dos casos irá servir-lhe certamente e muito, para a guiar na vida, rumo ao sucesso e à prosperidade. Nisso consiste tanto o propósito como a maneira concreta de o realizar, conforme podemos constatar destes registos.


Pergunta: Eu vivo em Tokyo, e perguntava com que tipo de influências nos depararemos, em termos materiais e espirituais, quando um colapso económico se abater sobre nós.


Resposta: Comecemos por responder dizendo que na sua maior parte, o colapso económico já se deu por completo. Ou seja, aquilo que resta das relações económicas existentes entre as nações nada mais é que intercâmbio político. Tem muito pouco que ver com as Leis da Economia. Assim, numa grande extensão o dinheiro tornou-se obsoleto, excepto para o transeunte, aqueles que não se acham envolvidos ao nível do governo.


E o colapso económico que mencionamos, contudo, resultará do agravamento desse colapso que já se verificou à escala internacional, política e governamental. O resultado dessa confusão e manipulação política significa que muito em breve o homem comum descobrirá que o dinheiro terá pouco, se algum mesmo, valor.


Será por essa altura que as pessoas de Tokyo deverão começar a criar relações pessoais umas com as outras de tal modo que estabeleçam um sistema de comércio baseado na troca. Isso pode realmente ser conseguido estabelecendo um sistema de comércio em que, de acordo com os talentos que as pessoas tenham e a forma como nessa altura forem valorizadas, ou porventura de uma forma optimizada de acordo com quem quer que decida o valor padrão de cada actividade determinada, em particular em relação à economia de um povo que se acha apartada da manipulação política do mundo mais além, que não mais é capaz de suprir ao homem comum nem à falta de dinheiro que tem.


Num tal sistema computorizado, as pessoas acumularão créditos. Tais créditos não mais seriam que uma declaração das suas capacidades, aptidões, talentos, aquilo que forem capazes de fazer, o que conseguirem fazer pelos outros. Elas propõem isso por um nível de valor particular, por um valor verdadeiro e não falso, mas descobrirão que esse valor é determinado em função da necessidade (procura). Então, tais faculdades poderão ser registadas e armazenadas em computadores que as poderão disponibilizar de modo quem quer que precise de uma mercadoria, alimentos, um corte de cabelo, registe simplesmente o facto de ter o ter recebido. Isso, por sua vez colocará créditos relativos à sua capacidade particular ou produto que forneça ao dispor dos outros, de modo que não precisarão pagar ao barbeiro ou a fruta que comprem no mercado, por acção do acúmulo de crédito que tenham feito, mas possa em vez disso permitir que outra pessoa use os serviços daquele que tiver usado os serviços anteriores.


Ora bem, caso não o estejamos explicar bem, sugerimos que leias o que vem escrito de acordo com a operação de sistemas de troca como o s que estão a ser estabelecidos em áreas como a da Califórnia e da África do Sul. Eles trabalham sem dinheiro e a troca não é feita directamente; o que eu possuo pelo que tu possuis constitui a medida de intercâmbio padrão. Mas o que eu possuo corresponde a uma lista de créditos. Eu poderei usar alguns desses créditos no teu negócio, o que contribuirá para a tua lista de créditos. Tu, por tua vez, poderás usar esses créditos a fim de usufruíres dos serviços de uma terceira pessoa que por sua vez possa passá-los a outros. Isso manterá o que referimos como a verdadeira lei da Ecos Nomia, a homologação original Grega da filosofia e definição de economia. O verdadeiro significado do termo, por Ecos Nomia não ter nada que ver com a política, mas se achar sujeita à Lei Universal.


Quando a política se envolve, não mais se fala de economia mas de política, manipulação, favores e coisas assim, que frequentemente não trazem qualquer benefício ao homem comum. O propósito do Governo nunca passou por isso, em razão do que os governos do mundo no tempo actual serem completamente obsoletos sem excepção. Eles não estão a servir os seus povos; as pessoas é que estão a servir os governos. Essa é uma distorção ridícula da lei da afirmação da vontade popular.

Mas nós afirmamos-te que aqueles que possuírem a simples capacidade de inteligência para permutar as capacidades que tenham com os demais e para estabelecerem um sistema de trocas, esses sobreviverão de uma forma razoavelmente boa durante a destruição plena da economia que está próxima e quase a abater-se sobre vós. Mas a economia já está a perder a viabilidade que tinha, por não estar a tornar-se (mais) exequível. Por isso, estás certo ao antecipares o desastre, e muitos serão os que sairão prejudicados. Deverá haver quem entenda o que esteja a ocorrer e comece a ensinar as pessoas a usar imediatamente os sistemas de troca. Essa será a chave da sobrevivência numa tal situação.


Também sugerimos que uses de um extremo cuidado ao investires, em particular em acções da bolsa, títulos coisas que tais que montem a um investimento de papel em que percas de vista o dinheiro que tens e te fuja ao controlo e que poderia muito bem desparecer conforme desaparecerá durante a ruína económica das proporções em que mencionas. Assim, como haverás de investir? Investe somente naquilo que conseguires controlar e que conseguires apurar como o teu dinheiro está a funcionar. 

Podes observar o seu movimento e o que está a realizar. Mantém no máximo da medida possível algum controlo sobre os teus fundos. A única excepção que aqui faríamos é que, onde reconheceres um projecto importante a ser feito, e que mereça que acredites nele, podes bem investir com o conhecimento que tenhas, que mesmo que não te garante um retorno significativo, possas saber que o teu dinheiro tenha sido bem usado em prole de um propósito que te traga alguma satisfação.


Pergunta: Diz-me, por favor, que influências experimentarão as pessoas, material e espiritualmente em Tokyo, quando tal catástrofe suceder.


Resposta: Aproxima-se um período de destruição de quatro tipos: Erupção vulcânica, a que já estão a assistir, embora a maioria das pessoas não perceba a extensão dos efeitos de tias erupções, os efeitos que terão sobre o tempo e mesmo sobre a composição do ar. Em segundo lugar, terramotos extremamente devastadores na área de Tokyo, em razão da forma com a cidade foi construída sem consideração suficiente pela maneira como as estruturas se movem durante a experiência de um terramoto. Se estiverem de tal forma equilibrados que a base se possa mover sem que (a perda) do centro da gravidade do edifício leve à queda de edifícios grandes e altos, se o centro do equilíbrio for baixado até à base, isso resultaria numa segurança muito maior.


Agora, conforme (a situação) se encontra, ainda dispõem de um certo tempo; a coisa não está tão iminente. Mas fica a tento ao que se chama de Grande Tremor da Califórnia. Assim que ocorrer, faz o que puderes para te afastares das áreas de falha geológica que se acham localizadas ao redor da bacia de Tokyo, por essa catástrofe se dar um pouco depois do período de ocorrência na Califórnia. Dar-se-ão, evidentemente, toda uma série de danos associados ao terramoto, incluindo incêndios, fugas de gazes tóxicos e perigosos. Ocorrerão igualmente mudanças no clima, e alterações no conteúdo do ar que respiram. Só agora está a ser descoberto e em breve será publicado que a razão existente entre o dióxido de carbono e o oxigénio presentes na atmosfera terá uma vez mais sido alterada e estará atingir um nível crítico. Isto, para não mencionar o tsunami que, claro está, acompanha a actividade de terramotos e outros, e talvez mais importante que tudo quanto referimos aqui. 

Está para suceder entre vós, e muito em breve, uma guerra global que começará sob a forma de escaramuças de fronteira entre nações pequenas e que começará a conduzir a uma actividade de guerra que abarcará os aliados dessas nações até compreender a linha divisória das duas facções que se acharem em guerra que primordialmente se baseará em factores étnicos e religiosos. O que significa que a facção do Islão espalhada pelo mundo, por onde quer que exista, tornar-se-á numa facção, e a outra será composta pelos Cristãos, os Judeus e muitas outras profissões de fé que incluirão em larga escala aqueles que não possuem qualquer afiliação religiosa, e não terão qualquer interesse religioso particular, mas com essa será considerada uma Guerra Santa, em particular pela parte do Mundo Islâmico, assumirá a conotação de uma batalha étnica religiosa.


Isso conduzi-los-á a um tempo subsequente ao virar do século mesmo, em que uma enorme luz aparecerá nos céus que levará todos os interesses das facções bélicas a voltar-se para a possibilidade de que tal corpo celestial desproporcionado que se está a aproximar por se encaminhar na direcção da Terra, a criar tal inquietação e ansiedade que levará as pessoas a pôr as armas de lado e a reunir as facções bélicas numa tentativa de desviar esse imenso evento catastrófico que se avizinha. Agora, em larga medida, os esforços que empreenderem serão minimamente bem-sucedidos, o que quer dizer que grande parte da actividade terrena, desde o clima até à composição do ar e tantos outros factores irá ser objecto de uma mudança tão drástica e tão súbita que poucos serão os que sobreviverão. Aqueles que sobreviverem tornar-se-ão na raça-raiz, os progenitores das novas raças da Terra, que se encontrarão em condições tais que uns de um dos lados da Terra não terão consciência dos outros localizados do outro, e isso assemelhar-se-á bastante a um novo começo.


À medida que as pessoas dos diferentes grupos descobrirem umas às outras, com assombro e possível hostilidade, haverá uma oportunidade de se desviar tais catástrofes a ponde de, e isso representará o desenvolvimento de um indivíduo, mesmo um só, mas de preferência vários, indivíduos que possam usar as energias electromagnéticas do corpo para construir uma ponte, por assim dizer, sobre os hemisférios do cérebro a fim de produzir uma mente dotada de uma consciência única que não opere nos moldes do método do pensar chamado “diálogo interno,” falar convosco próprios numa busca ou descoberta de respostas para os problemas. Essa Mente Superior, a construção de uma ponte sobre o córtex cerebral e não na situação da Medula Oblongata, a produção de tais pensadores no campo científico, ou mesmo noutras áreas trazer-lhes-á a oportunidade da criação de uma tecnologia não destrutiva que por sua vez fornaça muito mais sabedoria na criação de harmonia com a Terra e o evitar da maior parte da destruição.


Bom, cremos que isto seja suficiente para uma resposta. Em Tokyo muitos sobreviverão, e aqueles que o conseguirem precisarão aprender novas capacidades de sobrevivência, de forma que essas são as respostas, conforme podemos constatar pelos registos que temos diante de nós. Especificámo-lo apenas dizendo que esses tempos finais, assim como as maiores catástrofes podem ser evitadas pela conquista de uma Mente Transformada ou transcendência do cérebro num jovem instaurado para treinar um equilíbrio entre os hemisférios do cérebro e construir o que é chamado de Coroa de Iluminação, a ponte entre os hemisférios no toco da cabeça ao invés de na base. Essa é a única esperança que resta ao mundo.
 


~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Pergunta: Que passos deverei dar para conseguir abundância financeira e que será que estarei a ocultar de mim próprio que me impeça de dar esses passos?


Resposta: Bom, gostaríamos de comentar a maneira como abordas essas questões, pela sua expressão e aplicação e assim, não de uma forma crítica, mas de modo a sugerir o seguinte: Estás quase a pedir que reestruturemos aspectos das Leis da Prosperidade em função desta aplicação e particular, mas vamos explicar o significado deste comentário. Ainda assim, gostaríamos antes de te tranquilizar antes de mais quanto ao facto de que as leis que governam a prosperidade são leis que operam com precisão matemática, e se aplicadas em pleno e de uma forma minuciosa e isenta de distorções, sem falha na sua aplicação, precisamente conforme as possamos enunciar, decerto que terão um resultado suficiente para estabelecerem uma oportunidade de poderem levar mesmo a compreensão dessas leis aos demais e auxiliá-los na sua experiência de as testarem e comprovarem.


Agora, em referência à declaração de abertura, gostaríamos de a comentar do seguinte modo. Conquanto a prosperidade esteja ao vosso dispor sem considerar o objectivo que tenham por trás da questão ou relativamente ao acúmulo de tal prosperidade, chegas perigosamente perto de minares, com a pergunta que fazes, o próprio poder que tens para alcançar a aplicação dessas leis.


Descreveríamos tal perigo do seguinte modo: Primeiro, diremos ser de alguma importância – e podíamos enfatizá-lo dizendo ser de grande importância – que tenhas um propósito específico para colocares as leis da prosperidade em funcionamento. Enfatizámo-lo como importante pela seguinte razão: As leis da prosperidade são leis que governam o movimento da energia, de uma energia bem real, que move efectivamente em termos de fluxo e refluxo, e que é dotada de propósito.


Devido a que a lei seja uma lei aplicada ao movimento da energia dotado de propósito, há uma violação da mesma quando se busca acumular uma energia que, sendo dotada de uma natureza cinética e propósito, e devido a que insista em se mover rumo a uma aplicação e a tornar-se causa dessa aplicação, e passar novamente a um outro propósito; do mesmo modo que quando se busca acumular uma energia que, dotada de uma natureza cinética e de propósito, insiste em se mover rumo a uma nova causa para essa aplicação, e passar de novo a um novo propósito.


Pedimos-te que notes que neste momento, à medida que falamos, as energias que representam uma expressão de prosperidade, o fluxo da energia que se manifesta por múltiplos instrumentos, documentos, símbolos e assim, ou que pode na verdade fluir como energia não vista mas aplicada a um propósito, são bastante tangíveis e válidas em si mesmas.


As leis que governam o intercâmbio da energia, é o que é abrangido pela questão aqui levantada, por a pergunta, conforme a observamos para além das palavras não ser meramente uma questão de criação de prosperidade e da sua expressão, mas se achar directamente relacionada com o acumular de dinheiro e de valores materiais, em particular. Bom; embora não critiquemos o desejo nem a aplicação da lei com o intuito de obter dinheiro para ti, a aplicação de dinheiro que produza resultados, prevenimos-te contra uma simples tentativa de acumulação de dinheiro sem um propósito ou movimento fluente. Falamos da energia que é coisa viva e que é teleológica por natureza.


(NT: Teleológico representa a finalidade, a natureza dos fins, o propósito, o objectivo ou a finalidade de algo)


O dinheiro não passa de um símbolo, um instrumento, papel, moedas e outras formas que o representem. O dinheiro em si mesmo não possui valor inerente. Os valores são determinados e apensos a e esses símbolos muitas vezes em violação das Leis da Economia. Esses factores precisam ser considerados particularmente neste período da História. Tu abordaste esta Fonte numa altura em que as Leis da Economia e da Prosperidade estão a ser objecto de falsa manipulação por parte dos estratagemas políticos em vez da pura aplicação das Leis da Economia.


A economia constitui uma ciência, uma ciência que será melhor referida como a troca de um valor por outro valor, o que faz do dinheiro um símbolo dos valores trocados, quando permitem que as Leis da Economia operem ou sejam deliberadamente aplicadas, sem violação da declaração da lei, o que veio a determinar o termo “economia,” e que estabeleceu a natureza do uso do símbolo, em particular do símbolo arquetípico, enquanto meio de troca. Referimo-nos à tese chamada Ecos Nomia que estabeleceu, nos antigos ensinamentos do filósofo grego que declarou as leis da Ecos Nomia como a lei que opera com precisão matemática.


(NT: No original grego, o vocábulo formado por duas palavras: “Oikos,” que significava o governo da casa, e “Nemó,” ou “Nomos,” seu administrador ou lei, que se tornou na Okomos” posterior, é a única referência que encontramos)


Não podemos deixar de te prevenir neste momento quanto ao facto de que essas leis - conforme foram determinadas à época e que consistem em leis universais, e que já o eram antes da descrição e da observações que foram elaboradas nessa tese - a aplicação dessas leis é correctamente concebida para operar com precisão matemática, e a aplicação apropriada da Lei da Economia e da Lei da Prosperidade estão actualmente a ser violadas. Lançamos o alerta por neste momento esses símbolos de valor estarem a ser politicamente manipulados. As Leis da Política entram consideravelmente em choque com as Leis da Economia, em particular conforme as políticas estão actualmente a ter expressão.


Bom, prefaciamos o nosso discurso respeitante à prosperidade pela razão de ser essencial que reconheças que na operação que fazes dessa lei, por mais que a operes de forma aperfeiçoada, opera-la num ambiente hostil que ameaça a precisão das Leis do Dinheiro, da troca de valor por valor, o que vale dizer, um intercâmbio de valores idênticos.


Além disso, ao abordarmos este registo, achamos que parte do propósito inerente à pergunta que colocaste envolve a presente prática de apostas de elevado risco, que por sua vez são politicamente alteradas em resultado da abordagem de tal jogo apoiado pelo governo e politicamente manipulado. Uma vez mais mencionamos tais violações da lei de modo que possas entender que não tentamos por forma nenhuma escapulir ao acto deliberado de apresentares a questão do relacionamento pessoal que tenhas com o dinheiro e a prosperidade.


À tua pergunta, conforme dirigida à compreensão da forma como poderás essas leis correctamente e sem erro, de modo a produzires o resultado que tens todo o direito de esperar e que opere com precisão matemática, não procuramos escapar com a explicação de tal lei ou a revelação do modo como poderás produzir os resultados que sem dúvida buscas, inquietação ou jogo. Contudo, precisamos insistir que para abordares a lei de forma apropriada e à maneira que indicamos, o jogo não deve fazer parte da operação da lei. Agora, por “jogo,” não temos qualquer ilusão ou sugestão a fazer de que tenhas entrado no “antro da jogatina,” conforme é vulgarmente referido, nem nos referimos a qualquer participação da tua parte nos jogos da sorte. Não é a essa forma de jogo que aqui nos referimos, mas à forma respeitável de jogo que é actualmente referida como mercado de acções e títulos ou bolsa.


Achamos que precisamos declarar-te que essa prática, conforme foi desenvolvida e á praticada nesta época, não é só uma prática de jogo pela sua própria natureza, como também se acha sujeita à manipulação em termos de aplicação da energia que viola as Leis da Economia por diversas formas.

Se nos for permitido, embora implique num desvio da questão inicial, achamos necessário salientar, para te respondermos à pergunta, revelar-te a existência de uma estrutura de poder actual que se acha envolvida no controlo da banca conforme praticado no que é chamado de ocidente, ou talvez possamos referir em termos da sua origem como uma tentativa de controlar a indústria bancária por parte de indivíduos um tanto leais às confissões de fé e religiões ocidentais, a do Judaísmo e a do Cristianismo. Conquanto não limitada dessa forma, mas baseada na aplicação desses conceitos religiosos.


A indústria bancária controlada pelo que vulgarmente é referido por Poderes Ocidentais tem há vários séculos buscado e manipulado sistemática e deliberadamente excluir os poderes do leste ou oriente, em particular aqueles associados ao Islão. Pedimos-te que consideres aquilo que ocorreu no escândalo – escândalo – termo que repetimos mas que já tinha sido aplicado ao evento, que refere o escândalo associado esforço efectuado como Banco de Crédito e Comércio Internacional ou BCCI. Esse empreendimento fundado pelo Islão e por nações islâmicas, indivíduos e nações, possuidores uma riqueza considerável que tentaram incluir o Islão no mercado mundial do comércio dominado pelo legado dos Rothschild, que se viu ameaçado pela tentativa de estabelecimento de um cartel semelhante autorizado e que com a intenção de ser dominado por parte das forças islâmicas. Encontramo-nos em posição de nos vermos forçados a revelar-vos nesta época actual de crise económica a existência de uma manipulação a que nos referimos a título de exemplo, em particular o infortúnio do que é chamado de BCCI.


Permite que to comentemos do seguinte modo: Os interesses bancários ocidentais, aqueles associados a tal clube exclusivo, à maquinação política da indústria bancária e ao controlo do dinheiro do legado dos Rothschild, dos Rockefellers e companhia, e de outros que tomaram parte no cartel Ocidental descobriram uma oportunidade, quando o Islão tentou estabelecer um cartel semelhante, não necessariamente com a intenção de criar muita rivalidade mas antes, de estender ao mundo islâmico, Muçulmano, o que poderia ser chamado nível justo de competição sem qualquer vantagem para ambas as partes, no controlo do seu dinheiro e finanças. Ou, conforme nos poderemos referir a esse cartel como um cartel pseudo-religioso, por certamente a religião não constituir de facto o factor dominante, mas o preconceito o factor dominante, assim como o medo que a mente ocidental tem ou sente pelo Islão, o medo relativamente ao modo como o mundo árabe, o mundo do Islão se tem relacionado um com o outro que difere tanto das leis, tanto leis estabelecidas como implícitas às Leis da Permuta.


Com o tempo eles acabaram simplesmente por criar um clube dominante não preparado para permitir ou produzir a ameaça da vasta quantia de riqueza do oriente que ameaçava o status quo ou o controlo da indústria bancária. Tal foi o receio que as autoridades da indústria bancária do ocidente planearam e participaram, maquinaram e encorajaram, a violação das leis, em particular das leis do Ocidente, relacionadas com a interacção dos negócios entre o grupo do médio oriente, ou BCCI, não limitado a essa instituição particular, mas a exemplo das dificuldades que te descrevemos, que devem ser entendidas e tomadas em consideração caso pretendam aplicar as leis que indagas no sentido de chegar a entender, na tua pergunta inicial. Precisas ter consciência das forças do lado de quem te encontras a favor ou contra, dentro da indústria bancária, de tal modo que declaramos que as actividades descritas, e validamente descritas, criminosas do BCCI foram de facto o resultado de um plano para a sua falência, por manipulação exercida por parte do cartel ocidental de tal modo que se verificou um escândalo de hipocrisia, preconceito a uma enorme escala, e a completa intenção de enganar e de defraudar na indústria bancária.


Assim, o BCCI foi destruído pelas suas próprias acções, embora tais acções tivessem sido assumidas por recomendação dos funcionários e autoridades da banca ocidental, aqueles mesmos indivíduos e agências que são designados para governar e prevenir tal violação da lei. Essas mesmas instituições são responsáveis por terem recomendado e engendrado, por erem criado e participado nas actividades criminais feitas na tentativa do mundo Muçulmano entrar de forma honesta na indústria bancária e no desenvolvimento próprio e legitimidade do próprio uso, investimento e operação da indústria bancária.


Bom, descrevemos aquilo que te expressamos com o propósito de te dizer claramente que a participação no investimento de acções e títulos e instrumentos que tais de manipulação financeira, que representam o estoque comercial de todos os mercados de acções, tanto ocidentais quanto orientais (quer dos Japoneses, dos Americanos, dos Europeus, etc.) e de todas essas indústrias que se acham actualmente demasiado envolvidas na violação da lei internacional e da Lei Universal respeitante às finanças e à prosperidade, numa tentativa para investirem e criarem prosperidade por intermédio do sistema de jogo dessas indústrias, elas posicionam-se contra o melhor dos vossos interesses para tentarem criar e realizar prosperidade por intermédio do uso de tais instituições.


Depois, a tua pergunta torna-se num pedido de alternativa, um método alternativo de aquisição de riqueza, e como tinhas perguntado acerca da prosperidade, estendemos os comentários que fizemos além da riqueza e do acúmulo de bens materiais e de dinheiro para dizer o seguinte: Conquanto seja possível seguir as Leis da Economia aparte das Leis da Prosperidade – é possível fazê-lo de forma bem-sucedida – devemos contudo salientar que é extraordinariamente difícil consegui-lo, separando a operação das Leis da Economia e do Dinheiro das Leis da Prosperidade. Pedimos-te, pois, que consideres reunir isso com o percebimento de que a prosperidade, ao contrário da economia, a prosperidade envolve leis semelhantes e compatíveis, só que diferentes das puramente relevantes à economia. Porque as leis que governam a prosperidade requerem que criem e experimentem amor, alegria, riso, saúde, segurança, tudo quanto é necessário para que experimentem prosperidade, quer em paralelo com as Leis da Economia, quer em separado delas.


Referimo-nos a dois conjuntos bastante distintos mas compatíveis de leis e desejamos salientar-te que aquilo que buscas com as tuas perguntas se acha relacionado muito mais com as Leis da Economia do que com as Leis da Prosperidade, muito embora a formulação da pergunta que fizeste tenha usado o termo prosperidade.


A seguir salientaremos o possível perigo envolvido na respostadas perguntas conforme as colocaste. Porquanto a aquisição de prosperidade, inclusive a riqueza e um salutar exercício das Leis da Economia, requer que tenhas um propósito para a acumulação e aplicação disso a necessidades e exigências que valham a pena tanto da Terra como da humanidade. Porquanto darás por ti, aqui e agora, para respondermos à tua pergunta, a deparar-te com a natureza do amor incondicional especificamente aplicado a ti próprio de modo que estabeleças auto valorização e aquilo que referimos como estar de bem contigo em todos os aspectos e sem qualquer condição.


Para criares, adquirires e experimentares prosperidade, aprenderás necessariamente a aplicar as leis da autoestima, do amor-próprio, da valorização pessoal, da auto-confiança, tudo isso, as leis do amor incondicional como meio de subsistência de ti próprio e do teu espírito, da tua autoestima e aquilo que referimos como estar de bem contigo. Esse será, porventura, o teu maior desafio inicial, e um desafio para o qual recomendaríamos o uso de um Programa Intitulado Manuscritos da Autoestima de Subsistência, e gravações que de facto servirão para responder à tua outra pergunta respeitante à aplicação ou uso de sugestões e o fracasso que percebes ter no alcance do objectivo que tens, ao fazê-lo.


Talvez possamos salientar, pois, voltando-nos por instantes para essa questão, de forma a podermos completar a resposta à primeira: Para que as sugestões que deves usar em ti próprio resultem eficazmente, precisam ser sugestões dadas a ti próprio de tal modo que evite a necessidade, a capacidade racional da mente consciente, no sentido de cancelar as afirmações de apoio ou declarações que fazes, com o reconhecimento de que a repetição das sugestões para ti próprio, soba a forma de palavras, permitir-te-á pronunciar aproximadamente 350-400 palavras por minuto, enquanto ao mesmo tempo te deparas com uma mente repleta do teu desenvolvimento e crescimento anterior: uma programação que terá requerido que fosses bem-sucedido e rico, mas também em muitos outros requisitos, requisitos ligados à masculinidade, à virilidade e mesmo relacionados com códigos morais grosseiramente associados a bom e mau, certo e errado.


Isso formou, pois, conceitos na mente, todo um conjunto de conceitos que são processados pela mente cerebral a uma velocidade de três mil conceitos por minuto, ao contrário das afirmações que repetiste a uma velocidade de 350-400 palavras por minuto. Há, pois, um fosso considerável na capacidade que tens de reestruturar o teu pensar de uma forma bem-sucedida para produzires e participares nas Leis da Prosperidade. 


À pergunta que fizeste quanto á forma de criares e de usares tais sugestões de uma forma efectiva responderemos que será melhor realizado deste modo: Antes de mais, que sigas os requisitos do uso somente de afirmações positivas para contigo próprio e que tires vantagem da repetição de tais afirmações, declarações, sugestões, programação e mudança na maneira de pensar. Recomendamos que uses o período mais vulnerável da mente, o período em que dormes, que utilizes um instrumento sonoro que te repita a afirmação repetidamente ao longo da noite gravada de tal modo que tires partido da programação tanto auditiva como subliminar em simultâneo, que ao fazê-lo encontrarás as portas para o subconsciente e para o Eu Superior abertas.
E as preocupações do amor-próprio, da autovalorizarão e da autoestima, do poder pessoal, estarão incluídas na tua programação.

Recomendamos, além disso, que em tal instrumento sonoro, cassete ou esses discos que estão actualmente a ser produzidos, que uses um instrumento capaz de repetir o programa ao longo da noite e que incluas o som do teu próprio nome com frequência ao longo da repetição das afirmações. Isso é de facto bastante importante na obtenção de êxito de tal programação auditiva subliminar. Isso é importante por a aprendizagem do adormecer enquanto tais gravações estiverem a decorrer revelar-se-á inicialmente, por um período de uma semana ou duas, bastante perturbador para o teu sono. Se prosseguires para além das duas semanas ou assim, começarás a programar de novo a mente subconsciente, a imagem que tens de ti, a qual é de importância vital, assim como as motivações e assim, à medida que as incluíres nas sugestões que passares a ti próprio.

Faz isso e fá-lo em particular à maneira do Programa de Sobrevivência da Autoestima, com o propósito de atingires e de manteres o “estar-bem contigo” de que falamos, com uma consciência isenta de dúvida de que estarás a realçar a qualidade do teu carácter assim como a preparar a tua consciência para receber de uma forma bem-sucedida e frequente, de fontes imprevistas rendimento financeiro suficiente para criares uma riqueza considerável.

Ora bem, funcionará melhor se o tempo atribuído à criação de riqueza e de prosperidade, se te permitires um período de trinta ou quarenta dias em que programes de novo a mente, a consciência, a imagem pessoal que tens e assim, de modo a poderes suprir confiança, expectativa e resultados definitivos. Segue o programa concebido. Isso recomendaríamos nós a título de passo inicial, a compreensão de tudo quanto dispensamos aqui a título de preâmbulo para as perguntas que colocas.

Agora, para avançarmos rapidamente, declaremos o seguinte: Tens usado um termo ao qual colocamos uma objecção, que é o enunciado: “É só a minha imaginação.” Contestámo-lo do seguinte modo. A tua capacidade criativa, que é essencial à criação de riqueza, por intermédio das Leis da Prosperidade Criativa, ao contrário da prosperidade assente na competição, a prosperidade criativa constitui uma maneira de abordares de longe mais desejável e eficaz. Isso irá requerer que alteres o relacionamento que tens com o que referes como “Apenas a minha imaginação,” por desejarmos declarar que aquilo a que te referes é à tua capacidade de criação, e não à fantasia. Assim, se preferires usar o termo “criação de imagens,” que de facto traduz o processo básico criativo, a precipitação, a manifestação, a forma criativa de praticares a prosperidade de uma forma efectiva, isso exigirá que ponhas de lado a falta de credibilidade que dás ao que referes como imaginação.

O maior malefício existente neste período de evolução da raça e do aprendizado que trilha assenta na destruição da sua educação quanto à habilidade que tem de criação de imagens na mente cerebral, por ser isso que vos permite a co-criação com a Fonte, co-criação da saúde, riqueza, prosperidade e todas as coisas que valem a pena. Interrompe a prática do descrédito que votas à tua imaginação e percebe, de facto, que a imaginação, conforme é entendida e conforme o termo é actualmente usado, corresponde ao descarte da parte da vossa mente cerebral mais produtiva e fecunda. Substitui tal ideia pela criação de imagens, e cria imagens detalhadas suficientemente reais para que as comeces a experimentar como uma realidade na tua vida, e que comeces a ver-te não só como rico e próspero mas dotado de uma mente que afirma tal facto de um modo que diga: “Claro que é assim!”

Porquanto, se reivindicares a forma criativa da prosperidade, deverás começar por criar a forma, a imagem, e deves usar todos os teus sentidos subtis, a visualização, a sensação e a emoção, a sensação táctil e a sensação auditiva, a percepção clara ou clarividência – todos esses sentidos a operar juntos. Aplica-os à criação ao extremo do detalhe da vida e do estilo de vida, inclusive quantias de dinheiro, actividade de vida que representem uma contribuição para a sociedade, vendo-te abundantemente rico o suficiente para marcares a diferença na consciência, bem-estar e cura do planeta e da população.

Necessitarás de um sincero empenho no uso da prosperidade e da riqueza que obtiveres, numa contribuição para a sociedade, para a vida, e para os outros, embora esse não seja um requisito específico da Lei da Atracção de Dinheiro. É importante devido à mentalidade que tens, e à imagem que tens de ti próprio. Aquele que procura acumular dinheiro para si próprio ou em função de si próprio, é quase certo que sabotará o passo final da criação de imagens que traga por intermédio dos quatro mundos, ou quatro níveis de manifestação, desde a iluminação ao da emanação, formação e criação.

Podes convocar, a partir da energia não expressa da criação, a qual poderá ser transformada em qualquer coisa material como ouro, diamantes, ou dinheiro, posses materiais e assim. O que conseguires imaginar que proceda da iluminação, da simples luz que consiste na fundação do Universo, os fotões que são capazes de ser electricamente carregados. Nota que esses fotões são quanta, quanta de luz, isentos de carga eléctrica, mas capazes de assumir carga eléctrica. Podereis então carregar esses quanta de luz com electricidade através da criação de imagens na tua mente, mantidas especificamente por quarenta dias e quarenta noites.

Comentaremos a questão o suficiente para que vejas se entendes, quer gravada ou não. Tentaremos responder à questão suscitada de modo a permitir a prova exigida subjacente à pergunta. Agora, percebemos muito bem que o que estamos a ensinar em grande parte disto, pode ser ensinado sem ser em estado de transe. Mas precisamos tirar partido da oportunidade.


~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Reading Público realizado em Nagoya, Japão


Indução: Terás diante de ti os registos e as mentes inquiridoras desta gente aqui reunida, a nação do Japão e os registos relacionados com a Profecia Mundial. Revelarás a relação que têm com as Forças Universais e comentarás quanto a propósito e orientação. Pedimos que seja permitida uma pausa destinada à tradução após cada frase. Por favor, responde às perguntas conforme são colocadas.

Resposta: Sim, temos esses registos, e ajudá-los-íamos a encarar o equilíbrio mundial em mudança do seguinte modo:


Não se preocupem com as mudanças que se estão a verificar na União Soviética por esta altura e em vez disso tomem consciência da aliança que o mundo Islâmico está a formar, por esse mundo consistir no elemento coesivo que mais depressa se está a desenvolver. Compreendam os elementos do seguinte modo: Muito do puderam constatar de escandaloso na economia surgiu em resultado do domínio do comércio e sistema bancário por parte dos homens de negócios associados ao Cristianismo e ao Judaísmo.


Isso é especialmente significativo para o mundo do Islão, que tentou, por intermédio do que veio a chamar-se escândalo do BCCI asseverá-lo, à medida que um novo alinhamento de nações começava a formar-se. Foi por causa disso que prevenimos anteriormente da ocorrência de uma Jihad, ou Guerra Santa por volta do virar do século, por se ter efectivamente verificado uma manipulação injusta da economia a fim de excluir o mundo Islâmico. Desse modo, em tal realinhamento das nações, o Islão tende a encarar a tentativa como uma tentativa de isolamento do sector.


Enfatizamos a superação das diferenças atribuídas à religião nesta altura, e a tentativa de desviar aquilo que referem como Terceira Guerra Mundial, mas é virtualmente inevitável que essas forças se alinhem de tal modo que venham a criar o que parece ser uma Guerra Santa. A oportunidade de afastar tal holocausto surge por meio de alianças mais apropriadas com essas nações – a superação do medo e do mal-entendido que o mundo ocidental alimenta em relação ao Islão.


Quanto ao papel do Japão, surgi aqui também uma dificuldade com relação às alianças económicas, por descobrirem que grande parte dos recursos do mundo consiste em dinheiro que se acha do lado naqueles que foram amplamente excluídos do mercado bancário e das economias. Existe um massivo cartel de controlo por parte daqueles que tentam limitar o papel do Japão na economia. Muito disso já vocês viram.


Durante este período de realinhamento das nações, torna-se importante que se cheguem não só às nações ocidentais, mas que encontrem uma necessidade de equilíbrio, um equilíbrio desajeitado por suposto, com o mundo Islâmico também. Se vocês desempenhassem um papel significativo no auxílio do desenvolvimento dessas nações, a fim de reduzir a ira e o isolamento e o preconceito – por virem a deparar-se com o emergir de um líder islâmico que conduzirá ao que acabamos de referir, um ataque a Israel, que consistirá numa ameaça significativo no uso de armas nucleares.


A recente guerra constitui uma porção do equilíbrio de que falamos, e verão que voltará a repetir-se. Não subestimem o poder daqueles que sabem como orar e meditar pela mudança de consciência. Estenderemos a profecia como uma oportunidade de que venham a alterar o resultado.

Continuemos com as perguntas.


Pergunta: Por favor, descreve os desastres mundiais, terramotos, erupções vulcânicas, mudanças de clima que podemos esperar que venham a ocorrer. Por favor comenta a profecia que diz que todo o Japão ou parte dele venha a submergir nas águas do mar.


Resposta: Mais desastres naturais do que provocados pelo homem. Contudo, os que forem provocados pelo homem no desequilíbrio do ambiente já se acham estabelecidos, e é facto infeliz que as forças nucleares se encontrem localizadas ao longo das zonas instáveis desta nação. Decerto que não antevemos o desaparecimento de vastas porções do Japão antes do próximo século. As profecias que forem reveladas antes, relacionadas com o desaparecimento destas ilhas deveriam ser reconsideradas. Entendam que os profetas dos tempos mais antigos não conseguiam compreender fenómenos tais como desastres nucleares, pelo que nas visões que tinham e nas profecias tendiam a descrevê-las como terramotos.


Precisa instaurar-se um programa no Japão de cultivo literal de uma bactéria particular que tem sido referida como “lodo” (sedimento) proveniente do oceano, que tem a capacidade de digerir o lixo radioativo. O cultivo dessa bactéria é essencial à protecção do mundo contra o acúmulo do material radioativo. É verdade que se tem vindo a acumular uma pressão sob as placas do Japão, mas a recente actividade a que têm assistido retirou muita dessa pressão à região de Tokyo. À medida que tais pressões são aliviadas noutras áreas, uma maior porção da nação torna-se mais segura. Deviam, contudo, desafiar os vossos sacerdotes Shinto no sentido de renovarem a compreensão que têm do uso de grandes estacas, ou toros, conforme eram usadas na antiguidade, no estabelecimento desta ciência que estabilizaria as zonas de falhas geológicas. É altura de perceberem as semelhanças que existem entre o organismo da Terra e o corpo humano. Compreender cada meridiano nos mesmos moldes.


Pergunta: Será que o ADN se altera durante o desenvolvimento espiritual do homem ao longo dos ciclos do tempo?


Resposta: Talvez estejas a empregar o termo errado, porquanto o filamento do ADN carrega o código genético de uma vida para outra. O código genético impresso no ADN constitui literalmente o Akasha e o registo cármico da alma. Desse modo, os cromossomas e o código genético constituem um resultado do padrão de vivência de uma vida de carma. É desse modo que o registo Akáshico é tornado visível e o carma é transmitido adiante de uma vida a outra.


Debrucemo-nos primeiro sobre a medicina. Em medicina existe já suficiente informação caracterizada por comprovação experimental para estabelecer um novo paradigma médico. Há suficientes provas evidentes para estabelecer que a corporificação do pensamento é aquilo que torna o corpo físico vulnerável a agentes que causam doença. Ocorrerá uma revelação na medicina de tal modo que virá a ensinar a ciência do pensar. Contudo, interesses económicos estabelecidos atrasam o estabelecimento de um tal paradigma durante dez ou vinte anos.


Quanto à ciência, iniciados em ciências estabelecerão em breve métodos de comunicar energia de uma forma livre e sem o uso de cabos eléctricos. Será descoberta a fórmula de fusão em vez da fissão, na libertação de energia, de modo que a energia possa ser acedida a partir da sua origem em vez de por meios destrutivos que precisam queimar e destruir para poder libertar energia.


Depois, deverão assistir a um tempo em que a consciência espiritual e a física chegarão a um ponto de entendimento mútuo quanto à natureza da matéria. Essa descoberta encontra-se muito próxima. Primeiro deverá ser preservada por iniciados até que medidas seguras sejam estabelecidas para a libertarem à comunidade científica mais vasta.


Pergunta: Descreve, se fazes o favor, o significado da Era da Atlântida e da presente civilização, assim com da nova civilização que está para surgir. Porquê uma tal ascensão e queda de civilização? Que papel terá Shambhala na Nova Ciência?


Resposta: Fariam bem em compreender a natureza da sequência dos mundos. Como ponto de referência, considere-se porventura os quatro mundos dos Hopi. Quando uma era ou mundo se torna obsoleta, a forma por que a alma se manifesta – ou corpo físico - torna-se obsoleto juntamente com a era. Este planeta atravessou os mundos da Lemúria, da Atlântida, e nesses mundos os corpos humanos diferenciaram-se consideravelmente daqueles que possuem hoje. Assim, pelo final esta Era ou éon, a Terra renovar-se-á a ela própria. Após uma glaciação, o início de um Éden de novo, e os humanos encarnarão numa nova forma, forma mais apropriada às lições dessa era.


Mais alguma pergunta? Nesse caso o comentário que lhes dirigiria seria: Acolham a responsabilidade pelo que criam na vossa vida. Este tem sido um mundo governado pelo medo, e o medo constitui uma energia destrutiva. Uma mente dividida ou bicameral pode somente criar destruição. É através da construção da Mente Unificada que o homem construirá uma tecnologia unificada e aprenderá a construir uma energia em vez de aniquilar a matéria para libertar energia. Caso tal princípio seja compreendido, chegarão a saber que o amor é maior do que o medo, e que a força da vida é mais poderosa do que as forças da morte, e que o homem em última análise não pode destruir o seu criador. Por isso, vocês deveriam, pois, transmitir esperança em vez de ansiedade. Esta é a mensagem que lhes dirigimos destinada a encorajar e a abençoar e não a ser acatada à guisa de aviso.


~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~


(1988 Japão)


Pergunta: Esta Fonte fez um comentário acerca da economia dizendo que a economia já terá entrado em colapso. Pedia que explicasses a situação com mais detalhes.


Resposta: Bom, o significado da afirmação que fizemos ao afirmarmos que a economia tinha efectivamente entrado colapso, refere o facto de por esta altura só procederem à troca unicamente de símbolos de contractos, e não a um intercâmbio directo de valor por valor. A estabilidade económica, tal com se encontra entre as nações, é governada por considerações de natureza política, em vez de o ser por valores económicos literais. Isso significa que a economia e o dinheiro são falsamente suportados ou representam falsos valores e que o valor real deva eventualmente expressar-se.


Ora bem, assistam ao cenário que tem lugar no intercâmbio económico e ao equilíbrio da seguinte forma: Primeiro, têm algo como um jogo de poder, se é que lhe podemos chamar tal coisa, entre o vosso anterior primeiro-ministro (…) e (…) com respeito a esta questão de que a economia europeia ande a instar e a pressionar para que seja estabelecida uma comunidade económica asiática com o iene por base, em vez do dólar. Bom, tais manobras já foram empreendidas por trás da cortina para essa mudança se estar a verificar ou para que tal plano seja levando avante, em vez de ser forçado a aparecer em cena, embora o vosso presente ministro esteja relutante em aceitar esse papel e a responsabilidade por isso. No entanto, sucede uma combinação, um mercado Asiático baseado no iene, e ao acontecer, uma mudança no poder. Uma queda subsequente do dólar significa que os Estados Unidos se tornem muito fortes na exportação.


Assim, para aqueles que especulam sobre tais questões seria um bom período para o investimento, porque tal aumento e exportações e o retorno a um equilíbrio mais significativo nos Estados Unidos provocará uma segunda mudança no poder que se traduz por uma mudança de poder para a Ásia com a formação dessa comunidade, e o iene torna-se mais forte, só que tão forte que se tornará mais difícil exportar e se reduzirá por um declínio económico particularmente no poder e no prestígio para os Estados unidos e para o dólar. Mas ao mesmo tempo permite mais exportações e um retorno ao equilíbrio e à estabilidade.


Bom, o efeito generalizado passa pela produção de dois vastos mercados mundiais, que isolarão virtualmente os Estados Unidos, com a sua história de poder, domínio da economia, que por sua vez conduzirá à sugestão do estabelecimento de um mercado comum internacional que utiliza números em vez de dinheiro na definição de um sistema de valor estável por todo o mundo.


Agora, quanto a um período de tempo que abranja essas coisas: Para o desenvolvimento de um mercado asiático, cerca de três anos. Agora, durante esse período de três anos, e em particular por altura do seu término, os Estados Unidos começarão a recuperar o poder económico devido a esse declínio do dólar, assim como devido ao facto dos preços dos bens ter caído tanto, mas ao mesmo tempo enfraquecerá de tal modo a capacidade de actualizar recursos destinados à comercialização e suprimento nos Estados Unidos, que se tornará num investimento de mercado atraente para outros, em outras partes do mundo.


Ora, isso a que chamamos de desordem na mudança de valores da economia a apresentar-se durante os próximos cinco a seis anos pelo desenvolvimento de mercados comuns e o declínio e queda do dólar, a mudança até mesmo de foco das Nações Unidas para fora dos Estados Unidos, ou a retaliação devida ao actual desacordo que se verificou entre ambos com respeito a acordos sobre os direitos do estabelecimento do governo, e direito a cargos em Nova Iorque e o desenvolvimento da OLP (…) mais interesse e poder na Ásia do que alguma vez existiu antes.


Um novo papel para o Japão no mundo, em particular quando esse mercado asiático baseado no iene tiver início, por não ser apenas uma influência económica mas se tornar numa grande influência política também. Fica ciente de que o s poderes que existem por detrás daquele que foi ministro permanecem em grande parte de forma que aquele que é agora ministro do japão é um homem poderoso e hábil e, diríamos mesmo, talentoso. Mas forças manipulam por detrás da cortina que lhe limitam os dias do controlo porque o papel adicional que tinha pela frente vem depois dele e é, pois, constituído por forças dotadas de uma enorme ambição para o Japão como superpotência. E a mudança a verificar-se na economia, parecerá inicialmente uma bênção para o Japão, esse mercado comum asiático, mas conduzirá a um aumento tão grande dos preços das mercadorias (não só no Japão como na Coreia também, e outras nações) co a competição que instaura entre o iene e o dólar, com o dólar a perder o poder que tem, que contribuirá para a reedificação da economia nos Estados Unidos, e logo será o primeiro de entre eles a passar para o novo sistema inovador de “moeda”, que passará então a exercer um efeito de dominó sobre o resto do mundo.


Por isso, vela por que o que possuis esteja seguro, ou seja, que sejas seu dono. Tem cuidado para não investires em coisas que cedo perdem valor mas que precisam ser pagas, a despeito disso. Cuidado com os grandes investimentos feitos aqui no Japão quando esses mercados se alterarem noutras partes. De que indicadores disporás? Olha para a ideia da criação desse mercado comum, e quando for estabelecido, durante um tempo trará prosperidade, mas tal período de prosperidade durará de três a cinco anos. Assim, os teus investimentos deveriam ser colocados noutra parte, por a maioria da indústria do Japão entrar em declínio durante algum tempo, à medida que essas economias tentarem estabelecer-se.


Talvez isto seja suficiente para descrever o comentário anteriormente feito.


(NT: Ao tempo em que traduzo este artigo, verifica-se que o Japão já investiu bilhões de dólares no ASEAN, uma associação sub-regional de pequenos países e Estados médios composta por Banguecoque, Indonésia, Malásia, pelas Filipinas, Singapura Tailândia, Burnei, Vietname, Laos, Camboja, Birmânia. Paralelamente, a ASEAN tem 10 parceiros de diálogo, nomeadamente: Austrália, Canadá, China, União Europeia, Índia, Japão, Rússia, Nova Zelândia, Coreia do Sul e EUA, associação que se encontra em fase de conclusão)


Pergunta: Como os geólogos previram que a Califórnia venha a experimentar um terramoto catastrófico que se registe em valores como 8,5 na escala de Richter, durante os próximos vinte anos, será tal previsão segura? Comenta igualmente, se fazes favor, o efeito que venha a ter no Japão.


Resposta: Bom, a perspectiva de um terramoto dessa magnitude se dar na Califórnia é certamente precisa e deverá ocorrer e está acumular energia, e está para breve. Mas compreende que isso é de tal ordem que não pode ser pormenorizadamente aponte, não pode ser visto desse modo. Nós percebemos somente uma quantidade de tensão existente que está a começar a dar ou a começar a mexer, mas parece ser as condições que esses dois meses apresentam, de finais de Abril a inícios de Maio, em que essa tensão se apresentará mais elevada.


Quanto ao efeito que exerce sobre o Japão, examinemos a questão desta maneira: Não há um risco muito significativo de tsunami subsequente a tal ocorrência. Tais contingências têm mais lugar perto da Califórnia e do Havai. Contudo, esse grande tremor de terra precipitará primeiro uma série de mudanças terrestres que moverão uma maior actividade. Novo aumento da actividade telúrica durante as anos subsequentes ao ano 2000, conforme já terão visto que se está a acumular desde 64 (Referência ao grande terramoto verificado no Alaska em 64).


Nestes vinte a vinte e cinco anos registraram mais terramotos e actividade sísmica e vulcânica do que alguma vez antes num período tão curto da história humana, da história registada, ou seja, desde as fundações da Terra. Agora está a aumentar. Mas mesmo sem essas profecias, conforme essa que mencionas, vocês podem mapear o aumento que se tem verificado e percebê-lo como um facto. E essas coisas continuam a ocorrer.


Agora, a deslocação do poder e da posição de Tokyo para Osaka, tanto no campo político como da economia, vem em resultado dos danos provocados na sua área costeira, que também sucederá logo depois, mas não estamos a prevê-lo durante as próximas semanas ou meses. Ainda dispõem de algum tempo antes que tais efeitos destrutivos se abatam sobre o Japão. Também dispõem de uma vantagem aí, vantagem quanto à possibilidade da descoberta de técnicas antigas usadas tanto na China quanto no Japão, e se os vossos sacerdotes Shinto pesquisarem a sua história, em particular na China, descobrirão que na antiguidade conheciam técnicas de colocação de postes de energia nas fissuras terrestres, como se essas ilhas fossem um corpo, uma porção do corpo humano dotado de meridianos, fluxos de energia e fossem receptivas a princípios semelhantes à quele que conheciam como acupuntura, por o seu uso poder contribuir para a estabilização de muitas das massas terrestres que compõem estas ilhas.


Tempo virá, lá por volta do virar do século, em que a maior das ilhas se partirá em três em vez de uma só e esse movimento e as suas mudanças virão algum tempo mais tarde. Há outras dificuldades que são de importância consideravelmente maior, a estabilização do clima e a atmosfera contribuem de longe para perigos maiores que os dos terramotos a que estão a gora a fazer face. Não deveria constituir temor tão significativo, não deveria representar uma perda muito grande durante o vosso tempo de vida nestas ilhas, decorrente de terramotos e de actividade vulcânica, mas o maior perigo é o que está a ser feito ao ambiente, não só com a queima dos combustíveis fósseis, a disseminação de ácidos pela atmosfera, a destruição do ozono, a diminuição do oxigénio, etc., mas a mudança verificada nos padrões do tempo é drástica.


É isso que altera o peso das calotas terrestres e atira com a órbita do planeta para fora do equilíbrio e facilita a aproximação… e estamos a referir-nos aos anos subsequentes ao ano 2000, à passagem pela Terra e de Marte pelo ponto mais próximo que terão passado um pelo outro durante uns bons milhares de anos. Agora, isso é passível de ser verificado. Examinai as trajetórias e vejam como se aproximaram o suficiente para exercerem influência magnética um sobre o outro.


(NT: Em Agosto de 2003 Marte esteve o mais perto da Terra que tinha chegado em 60 000 anos, e voltará a estar novamente em Maio de 2016. Em 2018 voltará à mesma aproximação de 2003)


E se a Terra sair ligeiramente mais do seu movimento normal de órbita, terão a tão badalada mudança dos polos. Isso procederá da adulteração da atmosfera de tal modo que muda o tempo e a distribuição do peso sobre a Terra.


Pergunta: Poderão esses terramotos ser detetados por fotografia por infravermelhos proveniente de satélites?


Resposta: Podia muito bem. Os infravermelhos são suficientes para descrever as técnicas. Isso já está a ser explorado e usado, o uso do espectógrafo para registar os aumentos de temperatura e aumentos de pressão. Surgem outros métodos de mensuração do aumento de pressão, que começam a detectar o movimento iminente, a deslocação dessas placas e a erupção da energia proveniente do interior da Terra. Depois, a fotografia por infravermelhos, sim, mas a fotografia espectográfica é de crescente importância. E isso já está a ser desenvolvido e verão os seus resultados em breve.

Pergunta: Pedíamos que comentasses a guerra Irão Iraque e o crescimento de sublevações na área das margens ocidentais de Israel.


Resposta: Bom, a guerra Irão Iraque encontra-se virtualmente no fim. A energia que aí se verifica encontra-se em rápido declínio e em breve assistirão a uma mudança de poder no Irão, uma volta à tentativa de restabelecimento da nação no respeito global, ou seja, uma conexão com outras nações do mundo, a passagem da influência do Ayatollah e dos Mullahs, e mesmo a condução de volta ao poder da família do Shah. Mas o mais importante aí é que a energia está a ser retirada do conflito e está a fortalecer-se mesmo mais na direcção de Israel e infelizmente a introdução de engenhos nucleares nas mãos dos Árabes virá muito em breve e está para suceder.


Bom, foi a isso que os profetas da antiguidade se referiram como o terramoto no Monte do Templo. Encararíamos isso como uma detonação nuclear que afecte o Monte do Templo, o que parecerá levar Israel a sentir-se justificada quanto à reclamação do Monte e reconstrução do Templo em Jerusalém. Agora, isso ainda se encontra à distância de uns dois anos, mas estejam atentos ao tempo em que a especulação mundial se volte para a possibilidade de um engenho nuclear ir parar às mãos da nação da Síria. Quando se discutir e negar tal possibilidade, e a tensão aumentar, sabei que tal devastação estará para breve, e que dará início à maior guerra entre nações que terão visto.


Agora, aquilo que poderá renovar a prevenção de muita da destruição ao redor da Terra por essa altura será o trabalho daqueles que forem sérios quanto ao restabelecimento da Lei do Um. Por existir uma invenção que se acha virtualmente completa e funcional que prevenirá a combustão, e que poderia colocar, por assim dizer, uma abóboda de protecção ao redor de certas áreas e que poderia mesmo ser dirigida para fontes de combustão ou de energia nuclear, um dispositivo que neutraliza elementos instáveis. Isso faz parte da descoberta da fórmula que mencionamos diversas vezes. Só que a introdução dessa fórmula e a desactivação das armas nucleares durante o vosso tempo depende de uma séria pesquisa feita por entre a humanidade, por parte de quem consiga estabelecer e provar que o poder do amor é mais forte do que o poder do temor. Mencionamos isso não só num sentido religioso ou espiritual, mas num sentido que virá a expressar-se em função dessa descoberta, por intermédio das leis da física.


Produzir-se-á uma nova teoria no campo da física que trará compreensão de que o poder do crescimento é maior do que o poder libertado quando esse crescimento é destruído, ou a matéria decomposta. Um processo virtualmente inverso do que é usado actualmente com a cisão do átomo. É o poder do crescimento do átomo pelo aumento, produção, multiplicação, em vez da cisão do núcleo. E poderá ser constatado por intermédio dessa compreensão da física, um entendimento mais vasto quanto ao poder da força do amor na cura, nas comunicações, no restauro do planeta pela superação de coisas como a guerra, o crime e mesmo a doença.


Foi descrito um tempo de uma Nova Era em que tais coisas não existiriam. Torna-se inacreditável à mente do homem que possa existir uma era sem guerra, sem crime, e mesmo sem doença. Mas permitam que afirmemos que existiu um tempo assim na Terra, e que poderá voltar a existir. Mas, como seria a população controlada em tais circunstâncias? Afirmaríamos que as pessoas começariam a entender a capacidade de entrar e de abandonar o corpo humano; ao achar-se acabado e ter completado o seu trabalho colocam-no de lado e devolvem-no à Terra. Mas mesmo esse princípio é bastante comum nos vossos dias.


Entendam, a humanidade é a única espécie à face da Terra que procura privar a Terra desses elementos que devia devolver-lhe e dessas forças destinadas ao seu “corpo,” e tenta privar a Terra ao reclamar o seu corpo humano e mesmo os seus dejetos. Tal obsessão de se agarrarem ao corpo e de furtarem a Terra quanto à devolução do que ela concedeu, faz parte da crença e do poder do temor. Quando a Lei do Um for entendida, então dar-se-á uma entrada e um abandono e um tempo em que as naves se deslocarão e as comunicações se verificarão por meio da mudança de vibração da sua substância, inclusive a do corpo humano, de modo que a viagem pela Terra será tão possível quanto a viagem acima da Terra, e ao redor da Terra. E as comunicações serão transmitidas dessa forma. De tal natureza é essa nova tecnologia de que falamos, bem como o seu propósito, e está para breve.


Foram construídas antenas, a nível experimental, que olham para a possibilidade do movimento da energia a uma velocidade superior à da luz. A superação da velocidade da luz suplantará a dimensionalidade do tempo. E a capacidade de entrarem em outros mundos, que parecem estar tão distantes – só que a distância constitui uma função do tempo e do espaço. As limitações do tempo e do espaço são superadas por uma mudança na vibração que lhes permite retornar ao que terá parecido a limitação original – a limitação que cativou a consciência humana num corpo. E a consciência chamada Chi, ou Ki, ou Ka, conforme foi apelidada em diversas culturas, constitui uma força que poderá ser usada para propulsionar o corpo a enormes distâncias, e mover mesmo objectos físicos.


Depois apresentar-se-á entre vós um tempo em que os sábios se reunirão no estabelecimento de uma Escola de Iniciação, uma Escola de Sabedoria, uma Escola de Mistérios, de volta a estas terras a fim de descobrirem esses segredos – de que existe o uso da consciência que representa um poder superior, uma força superior do que qualquer força física que conheçam na Terra hoje.


Pergunta: Quem virá a tornar-se no próximo presidente dos Estados Unidos e quem irá tornar-se no Primeiro-ministro do Japão? Caso a Fonte não deva pronunciar o seu nome, por favor descreve a imagem que tem e a forma como o relacionamento com os Estados Unidos e o Japão irão decorrer. Por favor descreve o futuro dos Estados Unidos, do Japão e da China.


Resposta: Bom, já fornecemos alguma coisa em resposta a isso. Mas digamos apenas que, com respeito à presidência dos E.U., podem contar com a continuação da política ou legado actual. No Japão, um retorno à influência daquele que acabou de deixar o poder, não que ele venha de novo a tornar-se Primeiro-ministro, mas será o poder por detrás daquele que virá a sê-lo.


E já referimos algo acerca dessa relação de que falaste entre o Japão e os Estados Unidos e até mesmo a China, mas entende que já existe um movimento em marcha e os poderes, os poderes financeiros de Hong Kong se acham consideravelmente por detrás desse movimento do mercado Asiático e em particular da democratização e capitalização da China. Não hesites em crer nisto, que essas forças são reais e que Hong Kong virá a exercer uma força sobre a China maior do que a China sobre Hong Kong, e essa mudança que está para breve, a passagem de um para o outro, e a China tornar-se-á a maior força a tratar em muitos aspectos.


Mas a China, caso venha a usar de sabedoria, terá muito mais a dar ao mundo, particularmente em relação à aprendizagem da capacidade de preservar a Terra, de viver com a Terra, ao estabelecimento de harmonia com a Terra, de salvar aquilo que pode ser aprendido e ensinado nesta terra do Japão. Por existir nestas duas nações um respeito maior pela natureza do que noutras nações do mundo, e a menos que o movimento da reflorestação da Terra proceda desta terra, será difícil estabelecê-lo a partir de uma outra fonte qualquer.


Depois, tratem de mover por detrás do vosso ministro da reflorestação para que o Japão se torne num exemplo e apresentem a proposta. Tratem de conseguir o interesse da parte dos ambientalistas e dos ministros da reflorestação com respeito à Terra estabelecendo uma proposta universal aos Estados Unidos para um ano de reflorestação com o objectivo de levar cada homem, mulher e criança à face da Terra plantar uma árvore nu espaço de um ano, algures talvez dos países do terceiro Mundo tão necessitados de uma reflorestação, para que possam enviar em vosso nome, e por alguns dólares, uma árvore para ser plantada comportando o vosso nome, para que tal programa seja colocado ao mundo e para que no espaço de uma geração seja recuperado muito do que está a perder-se tão rapidamente e que está a pôr em perigo as vidas dos vossos filhos e que ameaça a possibilidade dos filhos dos vossos netos chegarem a ver a luz do dia.


Bom, não exageramos a seriedade da situação, embora saibamos que profeta após profeta em todas as gerações da história registada tenham sugerido que o mundo viria a acabar durante esta geração ou a próxima. Ainda assim, cientes de afirmarmos que chegaram a um tempo em que precisam ouvir os profetas e por assim dizer, atender ao que é “redigido na paredes.” (NT: Alusão a Daniel 5)


Os vossos cientistas são os vossos profetas dos dias actuais. E aqueles que pesquisam e veem tais resultados avisam-nos numa voz tão elevada quanto podem - que elementos destrutivos que se acham actualmente em movimento precisam não só ser detidos, mas que precisam ser literalmente invertidos para que não percamos este ser vivo que é a nossa mãe. Há quem fale da crucifixão do Filho do nosso Pai nesta Terra, mas assenta nas vossas mãos nestes dias a crucifixão da Mãe. Melhor é que saibam que ela é um ser vivo que tolera a presença, e que deviam ter uma relação simbiótica. Mas quando procedem à devastação da sua pele, do seu sistema circulatório, do seu sistema respiratório, de todos esses sistemas que a mantêm viva, então descobrirão que terão crucificado a Mãe juntamente, e os seus filhos morrem. Não deixem que isso lhes aconteça. É essencial.


É objectivo da profecia não falar de coisas assustadoras, mas instigar a responsabilidade em vez disso, levá-los a agir de forma concreta de forma a estabilizarem a economia, de forma a permitir-lhes ter noção do que se está a passar por detrás asa coisas do governo, na vossa economia e acerca do rumo que as coisas tomam. Interessem-se. Informem-se. Tratem de fazer ouvir a vossa voz. Escrevam àqueles que os representam e façam-se ouvir por eles. Sejam uma força que marque a diferença no mundo.



Deixem que se saiba que aqui, nestas ilhas, no Japão mais do que em algum outro lugar da Terra, religiões que pareciam incompatíveis se fundiram. E existe entre vós aqui o entendimento, mais estreito que em qualquer outra parte, da possibilidade de um culto inter-religioso e de um entendimento final por entre aqueles que reconhecem a fonte da vida, que é a fonte do amor. E quando começam a adorar o Amor Vivo e superam o medo e estabelecem a Lei do Um, passará a existir uma nova ciência e uma religião universal ao mesmo tempo. A salvação da humanidade, o fim da devastação, da guerra e do crime e o começo de um Novo Céu e uma Nova Terra.


...


1988 Japão


Sim, vós fazeis uso das palavras dos vossos profetas que falaram de um tempo em que esta Terra poderia vir a ser consumida pelo fogo, completamente aniquilada, destruida. Fazeis uso das palavras dos profetas, mas não poderão fazer uso das palavras dos vossos próprios cientistas actuais, que já estão a descobrir que essas profecias se estão a revelar por inúmeras formas? Por exemplo, através da descoberta do buraco existente na camada protectora da Terra, a camada do ozono. Já é constatado por parte daqueles que medem essas coisas que a crescente ruptura desse envoltório protector expõe esta Terra à possibilidade de uma destruição pelo fogo.


Dispõem das palavras dos profetas, mas mais do que isso, dispõem das observações daqueles que vigiam a Terra por esta altura. Têm as palavras dos profetas que falaram de uma mudança no equilíbrio natural da composição da chuva, que al longo da história sempre foi alcalina em função da renovação da Terra, e agora mudou o equilíbrio do seu PH e se tornou ácida, e de uma forma crescente a cada dia em que vivem da forma como vivem, com a queima de combustíveis fósseis que fazem, com o uso de substâncias pouco naturais que alteram o ambiente ao vosso redor.


Mesmo no que toca à produção de oxigénio, que qualquer catraio de escola sabe ser necessário para a vossa permanência neste planeta, já se verifica uma mudança assentuada na zarão entre o oxigénio e o dióxido de carbono ao redor da Terra nos vossos dias.


Não estamos a referir-nos ao futuro quando referimos essas coisas. Falamos do que já ocorreu e está para suceder em breve. Essas coisas já sofreram uma mudança e continuam a mudar a uma velocidade alarmante. A própria rotação que a Terra efectua sobre o seu eixo abranda a cada década que passa, e também isso é passível de ser medido. Essas coisas estão a abater-se sobre vós, esses desiquilíbrios.


Agora, os profetas falaram de um tempo, e mencionaram períodos críticos na mudança da Terra, e as suas palavras foram em certa medida entendidas, mas em certa extensão também não foram. Por a descrição do “final dos tempos” ter sido daa de uma forma que terão mencionado 1984 como um ano crítico.


Entendam que até certo ponto essas coisas apontadas para 84 já ocorreram, e ocorreram da seguinte maneira: A economia já passou o onto de equilíbrio e embora não consigam constatar a queda literal, a falência da economia mundial, é observável que penetraram numa falsa economia em que, o valor subjacente à troca, ou medida por medida, troca por troca, não tem mais lugar por esta altura.

Depois, a estabilidade do ambiente já se perdeu. Procuraram a ocorrência do próprio terramoto nesse ano, mas entendam que as palavras dos profetas referiam que as condições que produziriam isso seriam acessíveis durante esse ano. E nisso acertaram. O que é visto nesse ano é a mudança no ambiente, a qual é irreversível. O ano de 1984 foi usado como indicador para a passagem da linha do dano irreversível provocado sobre o ambiente. Agora, isso significa que grande parte do efeito verificado sobre o ambiente, o perigo para os sistemas de que dependem nesta altura, muito disso já foi danificado de uma forma irreversível. 

Agora, ao mesmo tempo, há muito que pode ser feito pela renovação desta Terra, pela renovação dos recursos. Numa medida prática, se fossem começar hoje, quais seriam as coisas que poriam em movimento para prevenir a completa aniquilação destas ilhas, a alteração da face desta terra, da Terra e da desttruição do povo? Se houvesse um passo simples e pratico que pudesse virtualmente ser tomado da noite para o dia, seria o seguinte: Que por toda a Terra fosse plantada uma árvore pelas mãos de todo o ser vivo . Se cada ser vivo plantasse pelo menos uma árvore neste planeta de forma a poderem reverter a tendência – a tendê ncia que por todas as nações leva a que os homens destruam mais árvores do que as que as substituem por parte das nações que plantam jardins e florestas.


Fazemos menção a isso como ponto crítico pela seguitne razão: O vosso clima na Terra mudou, as condições climatéricas, as zonas climáticas que abrangem as chuvas, as secas, os desertos, tudo isso foi alterado de forma dramática. A relação presente entre o dióxido de carboo e o oxigénio foi alterada de forma dramática e tudo isso afecta a destruição das vossas florestas, altera-lhes os rios e regos de água, assim como o equilíbrio da natureza. O oxigénio de que dependem para respirar é-lhes fornecido pelas florestas, pelas vossas árvores. E a capacidade que têm de poder respirar perde-se, esvai-se com cada árvore que é abatida. È um suicídio mater a taxa da destruição da facce natural da Terra, daquilo que sustenta a crosta deste planeta sagrado em que vivem. Este ser vivo que habitam está a ser objecto de destruição, está a ser enfermizado de uma forma sistemática por meio da relação que têm com a vossa Terra. Precisam caminhar sobre ela como se ela constituísse um altar sagrado e estivesse tão viva quanto vós estais, e ter consciência de que a sua superfície é uma crosta tão viva quanto a pele que lhes reveste o corpo.


Far-lhes-ia bem que começassem a imaginar fazer à vossa pele o que é feito à crosta da Terra em que vivem, com a profunda extorção, destruição da camada da flora que constitui a vida superficial que mantém a saúde do corpo desse organismo, que possui um sistema circulatório, respiração, e chakras tal como vós., que é dotado de polos magnéticos tal como vós possuís polos magnéticos na vossa cabeça e nos vossos pés. Ela apresenta todas as características, até mesmo consciência, que vocês apresentam. E esse ser vivo tem tolerado a vossa presença quase como se fossem parasitas sobre a sua crosta. Mas por quanto tempo poderá essa presença ser tolerada quando se revela tão destrutiva, coo se fosse um cancro sobre a sua superfície?


Vocês atingiram um tempo em que aquilo de que o laneta padece provoca convulsões, e essas convulsões sacudirão a Terra até ao próprio núcleo, e fará abalar aqueles que vivem à sua superfície e alterará a paisagem. É isso que vocês estão a enfrentar, entendem. Considerem dar atenção às árvores, por respirarem oxigénio e exalarem dióxido de carbono. As árvores inalam dióxido de carbono e exalam oxigénio. E quando destroem uma árvore, vocês destroem aquilo que está do vosso lado como um irmão e faz com que seja possível que possam respirar. Que se estabeleça sobre a Terra uma nova filosofia baseada na relação que a humanidade tem com o ambiente.


Têm actualmente a chegar ao vosso... aquele que é chamado João. O que foi referido que iria estabelecer uma Nova Ordem de Coisas. Que se pretenderá dizer com Nova Ordem de Coisas? Tentemos descrevê-lo do seguinte modo: Tudo quanto conhecem sobre a ciência e sobre a tecnologia nos vossos dias constitui uma ciência e uma tecnologia baseadas no medo, enraizadas no medo, e significam o seguinte – a relações que estebelecem entre vós com base na competitividade como se dois de vós tivessem chegado a um único cacho de uvas ao mesmo temo e tenha percebido que se o agarrarem, não poderão ficar com ele. E no momento em que segundoa vossa crença os interesses do semelhante competiam com os vossos, estabeleceu-se nesta Terra um relacionamento baseado no medo entre as pessoas, há milhares de anos, que levaram o homem a defender-se contra o semelhante, e vizinho contra vizinho, com base na crença ed que os seus interesses estavam em competição.


No dia em que isso se deu, na história, a Lei do Um transformou-se na Lei da Dualidade ou da separação, do egoísmo – na Lei do Dois. No dia em que o homem começou a ver o semelhante como concorrente, em vez de perceber que aquilo que concorria para o seu interesse, como a ausência de copetição, concorria igualmente para o interesse do seu semelhante, o que deitava por terra a razão para o recear. Se não existisse tal receio no vosso próprio governo e nas vossas próprias relações não oprecisariam deadoptar uma conduta defensiva. Aquilo que governa as relações que têm uns com os outros baseia-se no medo, por recearem não ser aceites, não ser amados, que não actuem no vosso próprio interesse.


Mesmo quando se encontram e dão um aperto de mão, gera-se on vosso plaxo solar e no voss ocoração um encolher de medo, de preocupação, com respeito ao que possa essa pessoa pensar de vós. O medo é subtil e penetrante, tão penetrante é a sua energia no governo das relações que têm entre vós que chegou a invadir todas as vossas instituições desde as vossas igrejas até às vossas escolas,governos, e tornou-se a base das vossas ciências e tecnologias.


Essas tecnologias, pois, as ciências dos vossos dias, baseiam-se no princípio da destruição da matéria para libertarem energia com a ideia em mente de suportarem a vida. Ora, prestem bem atenção a essa filosofia. A vossa ciência baseia-se na crença de que aquilo que vive deve fenecer para dar lugar à libertação de energia que suporte a vida. Não soa nem um pouco razoável, soa? Traduz, isso sim, uma tecnologia de morte e de destruição.


Toda a vossa energia, todas as vossas fontes de energia que utilizam como combustível, tudo isso é produzido pela decomposição da matéria – pela extracção da vida para poderem tentar suportar a vida, produção de morte para suportarem a vida. O que referimos constitui uma violação muitíssimo básica da lei edificada solidamente nas infraestruturas da vossa ciência e tecnologia, na forma com vivem na vossa época e tempo.


E quando referimos que alguém virá que traga uma Nova Ordem de Coisas, aquilo que queremos dizer é simplesmente o seguinte: Que está para chegar alguém ao vosso meio que introduzirá uma fórmula muito simples e vital de uma nova tecnologia, uma tecnologia da Nova Era. O que na verdade significa uma nova instituição de ua antiga tecnologia, por ter existido uma época neste planeta em que era possível mover-se ao redor do planeta em naves, nabes que voavam segundo um princípio que possibilita que a pedra flutue no ar. Agora, a ideia de pedras flutuantes sobre o ar parecerá bastante esquisita à vossa maneira de pensar por esta altura, mas permitem que indiquemos o seguinte: O monumento a que chamam Grande Pirâmide de Gisé foi cosntruído à base de pedras que flutuavam. Ora bem, isto soou estranho quando o proferimos há muitos anos atrás, a partir destes registos. Contudo, foi recentemente descoberto que o material cerâmico cozido, ao ser um supercondutor, uma vez submetido a um abaixamento de temperatura próximo do congelamento, esses fragmentos de pedra ou placa de cerâmica era levada a fluturar por efeito do campo magnético produzido no seu interior.


(NT: Consulte-se, para o efeito, as experiências de Hutchinson, um Canadiano que procede a experimentos nesse campo, que apresenta evidências desse mesmo intento)


Isso pode ser observado actualmente nos vossos laboratórios. As qualidades que a cerâmica apresenta de supercondutor começaram a demonstrar o princípio e que falamos, da flutuação das pedras no ar.


Ora bem, nós falamos disso da seguinte forma: A descoberta desses materiais, dessas novas relações entre os materiais, permitirão que a vossa tecnologia descubra que as naves conseguem voar facilmente não só através do ar como também através da terra e da água. Vós estais a começar a perceber, através das vossas tecnologias, que o vosso corpo não é tão sólido quanto parece, e que os espaços existentes entre as moléculas e os átomos poderiam facilmente acomodar os espaços existentes entre as moléculas da Terra.


E à medida que a compreensão que têm da vossa física se altera ligeiramente e passam a ver a Terra conforme ela é e a perceber as relações patentes entre os corpos conforme são constituídos, também a vossa tecnologia permitirá a comunicação de linhas de força, não ao redor ad Terra por satélites e que tais, num sistema ridículo de percurso em circuito ao redor do globo para estabelecer comunicação com o lado oposto. Quando por intermédio do uso da supercondutividade do manto interior da Terra, as comunicações poderem ser transmitidas de um lado da Terra para o outro sem intervalos de tempo por meio da utilização do manto de supercondutividade. As energias que estão actualmente a ser passadas pela atmosfera ao redor da Terra de um lado para o outro, pode ser passado através dele, e assim pode a viagem ser realizada de uma forma similar através dela.


Agora, o estabelecimento de uma Nova Ordem de Coisas depende de uma fórmula simples para introduzirem o princípio do acesso a energia no seu ponto de entrada em vez de o fazerem pela decomposição da matéria para a forçar a libertar a energia que lhe deu vida. Essa simples fórmula destinada à revolução da ciência tornará a energia acessível de tal modo que tornará a ciência actual obsoleta da noite para o dia. Toda a maneira actual de produção de energia se tornará obsoleta assim que for descoberta que a energia se acha acessível ao vosso redor à superfície da Terra e que pode ser acedida sem a destruição dos recursos naturais. E assim a atmosfera da Terra pode ser levada a suprir electricidade de uma maneira livre sem a decomposição da matéria e sem o enorme custo mas com a disponibilidade da liberdade de usar a energia circundante que proporciona a cada indivíduo.


Instrumentos como o gerador de íons negativos podia ser criado de modo a reunir da cidade ao vosso redor os materiais destrutivos a que chamam poluição atmosférica e ser atraídos por tais geradores, e esse material colectado e reciclado e devolvido à terra. Além disso, instrumentos como dispositivos anti gravidade como instrumentos para se deslocarem no que é designado de hiperespaço, todos esses instrumentos que soam a tecnologia avançada mas que assenta em compreensões simples da combinação de interesses que se prendem com uma vida natural no planeta que pode ser criada. Essas fórmulas destinadas a uma nova ciência representam o estabelecimento de uma Nova Ordem de coisas.


Tentemos dizer por palavras bem simples, por já ter sido dito por Tamo-san, pelos profetas que vieram antes de vós: “Vivam de forma simples e em harmonia com a Terra. Aquilo que for necessário como base de vida será suprido.” Ouviram falar de uma civilização chamada Atlântida, que foi uma civilização avançada possuidora de uma tecnologia avançada. No entanto não encontraram um resultado dessa civilização… materiais híbridos, não descobriram ligas metálicas, não descobriram provas da tecnologia que sugerisse a existência de uma ciência que estivesse em desarmonia com a Natureza. Porquê? Será por não terem tido naves voadoras? Não é! Terá sido por essas naves voadoras terem estado em harmonia com a Natureza, e o que encontram desses resquícios dessa civilização parecer-se-á bastante a substâncias naturais da Terra. A tecnologia que se acha em harmonia com a Terra não deveria deixar destroços que não se decomponham em substâncias naturais da terra. 


Bom, tivemos o cuidado de mencionar tudo isto, que é chave, pela seguinte razão: Existe um tanto de frustração aqui entre nós que nos pronunciamos a partir destes registos, por não nos ser permitido passar-lhes essa fórmula simples de que falamos. Não nos é permitido por estes planos não permitirem que interfiramos com as leis, as vidas dos homens. É-nos permitido inspirá-los. É-nos permitido electrificar-lhes a imaginação. É-nos permitido dizer-lhes: “Orem.” É-nos permitido dizer-lhes para estimularem os vossos cientistas a mudar o pensamento que têm respeitante à destruição para promoverem a vida no vosso planeta. Estamos autorizados a dizer-lhes: “Publiquem esta ideia que desafiará os cientistas a aceder à energia no ponto de entrada em vez de produzirem destruição por meio da libertação da energia.” Sentimo-nos autorizados a dizer-lhes: “Desafiem os vossos cientistas, Desafiem aqueles que se encontram no controlo do vosso estilo de vida a marcarem a diferença, e a salvarem o planeta antes que seja demasiado tarde!”


Não lhes podemos despejar essa fórmula nos vossos colos. O que podemos é dizer: “Digam aos vossos físicos, digam aos vossos cientistas, digam aos pesquisadores para buscarem esta fórmula que é tão simples, que basicamente acede à energia ao entrar na terra e enquanto se acha disponível na atmosfera.” Revolucionem o vosso pensar relativamente à maneira por que a energia é acedida. Isso será a vossa salvação. Sem a compreensão dessa simples lei que virá a estabelecer uma Nova Ordem de Coisas, não conseguirão salvar o vosso planeta.


De que forma irá esse João aceder a essa compreensão da nova ciência e tecnologia? Por uma de duas formas. Quer através dos instrumentos de que falamos, instrumentos destinados à renovação da Terra, à reparação do buraco do ozono, para a construção de naves que poderão ser descritas como… aquilo que faz com que as pedras flutuem, que poderá, por assim dizer, quase erradicar a poluição e a acidez e os elementos destrutivos do vosso ambiente. Esses instrumentos existem e acham-se postos a um canto numa tumba perto do monumento a que chamam Pirâmide de Gisé. Se o Iniciado que se preparar na qualidade de Iniciado na Lei do Um, vier a entrar nesse Salão de Registos, esses instrumentos poderão aí ser encontrados com a fórmula viva da base de uma nova tecnologia e ciência. Agora, entendam que aquele a quele a quem nos referimos como João Pineal não é necessariamente um indivíduo isolado a quem seja atribuído o encargo de trazer uma Nova Ordem de Vida à Terra, embora exista uma figura assim. A reencarnação do João Amado Discípulo palmilha a Terra por esta altura. Mas fazemos questão de referir isto, por ser de importância vital que o entendam: Existe por entre vós aqui neste compartimento alguns que noutros tempos foram Iniciados na Lei do Um. Se conseguirem chegar a ponto de recordarem nesta época, poderão começar a ensinar, a iniciar de novo nesta época, a produzir Iniciados na compreensão da Lei do Um.


E se um ou mais de vós começarem a proceder a essa mudança de consciência e a completá-la, proporcionarão um ambiente em que o João poderá ingressar e revelar-se, a fim de estabelecer essa Nova Ordem de Coisas. Salientamos isso para indicarmos o seguinte: Que não devem aguardar que o João venha e estabeleça a diferença na Terra. É sobre vós que o ônus se coloca, individual e colectivamente.


Assim, como hão-de consegui-lo? Comecem desta simples maneira: Estabeleçam no vosso íntimo uma harmonia tal que os argumentos que os argumentos que se apresentarem na vossa mente, a insegurança que se pronunciar num diálogo mantido entre os polos da vossa mente, a conversa que decorra na vossa mente que se separa do Eu e que produz em vós medo e hesitação e insegurança não mais se apresente. Aquilo que se achar em desarmonia em vós, que leva a que a vossa mente se torne bipolar, e que os mantém separados da Fonte dos vossos próprios pensamentos e mantém o véu entre os hemisférios do cérebro, aquilo que os mantém separados do Eu preserva a Lei da Dualidade e impede a Lei do Um ou a integridade, a integração da mente, do cérebro com a sua Fonte. Mantém-nos separados da Fonte da vossa mente. Reúnam o vosso próprio Eu, a vossa própria totalidade – totalidade no relacionamento entre vós próprios e a vossa Fonte – e assim acedam à Lei do Um dentro de vós.


Mas que evidências disso obterão? Como o hão-de apurar? Quando estiverem em harmonia consigo mesmos e estiverem a iniciar a Lei do Um, então sentir-se-ão confortáveis convosco próprios e com o relacionamento com o ambiente e com o semelhante. Começarão a notar que já não se encolherão na presença de outra pessoa, ligeiramente receosos com a possibilidade de os desaprovar ou de que não lhes sirvam os interesses. Quando desse modo tiverem superado o medo com o amor e se sentirem repletos de confiança – saberão disso. Saberão disso e compreendê-lo-ão. A doença não se manifesta no organismo de uma pessoa que não conheça temor algum. Aquilo que conhecem como morte física não se verifica no corpo que jamais tiver conhecido o medo, a menos que o seu ocupante desista da própria vida por outra, conforme o fez Jesus o Cristo. O poder sobre a vida e a morte, o poder sobre a doença e a destruição, sobre a guerra e a paz, esse poder é dado a conhecer, a conhecer o Amor como o poder da vida, àqueles que não entretêm pensamentos de temor.


Se conseguirem abrir mão da crença que têm no medo e acreditar em vez disso na Lei do Amor, poderão tornar-se iluminados, viver como iluminados, sãos, como Iniciados na Lei do Um. Assim terão voz que se faça ouvir na proclamação disto: “As ciências baseadas na Lei do Medo são obsoletas. Os governos baseados na Lei do Medo são obsoletos.”


As relações por todo o mundo criticam-se umas às outras. Uma nação critica outra, e erguem fronteiras para manter os cidadãos dentro das fronteiras e impedir a sua saída. E em relação ao país que usa a crítica? Existem barreiras ao redor dessa nação que mantêm os outros de fora. Uma nação mantém os seus cidadãos confinados. Outra, constrói barreiras para manter os outros fora. E depois criticam uma à outra. Essa é a vida da desarmonia. Abram as barreiras entre as nações. Derrubem as barreiras que separam as religiões. Afastem o medo da ameaça do vosso seio, e desse modo começarão a entender a Lei do Amor, a Lei do Um, Lei do Um essa que os levará a ter consciência de que os vossos interesses não competem com os do vosso semelhante.


Existe aqui, no Japão, um grupo especialmente capaz de se reunir e redigir uma teologia funcional destinada ao culto inter-religioso. Recomendamos que façam isso, que aqueles de vós aqui reunidos formem um comité para o estabelecimento de um culto inter-religioso, significando isto: Não precisam de uma nova religião mas antes de uma síntese da religião, por aquilo que veio a tornar-se numa forma de religião se achar disperso por aqui e por ali, por todo o globo. Uma “pérola de enorme valor,” ou a Verdade rodeada do dogma, como se envolvessem uma pérola de enorme valor na imundície. Retirem-lhe esse lixo e reúnam as pérolas, por virem a descobrir no cerne do homem a necessidade de comunicar com a sua Fonte. Aí, no âmago de cada uma das religiões válidas se acha A Lei do Amor e a Lei do Um.


Isso representa um passo, um pequeno passo destinado ao rompimento das leis e das barreiras que mantêm a tecnologia e o estilo de vida destrutivos à face da Terra. Essa será a contribuição que esse grupo daria. Reúnam-se ao redor de uma mesa e apresentem uma proposta. Criem uma teologia exequível e prática destinada ao culto inter-religioso. Não abordem isso em pequena escala. Levem a vossa proposta perante as Nações Unidas e peçam que lhes preparem e aprovem uma resolução. Proclamem um dia de culto inter-religioso em que as pessoas de todas as nações vão aos templos e a outros locais de culto de outras religiões e se sentem juntos a proceder a um culto inter-religioso. Proclamem um dia mundial de culto inter-religioso em que as pessoas se reúnam em harmonia em adoração ao Senhor que é Senhor, e cultuem o Amor, cultuem a Vida, a Fonte da Vida, num dia internacional de fraternidade inter-religiosa. E deixem que esse dia se torne num dia de oração, de harmonia, de meditação, um dia dedicado à elevação da consciência deste planeta. Preparem uma atmosfera na qual o João possa vir a ajudar os pesquisadores pela introdução de uma nova tecnologia. Estas são as contribuições que poderão dar enquanto grupo. O estabelecimento de uma fraternidade de cunho inter-religioso pode tornar-se numa Fraternidade para a percepção da Verdade, do verdadeiro Cristianismo, da Religião da Verdade, do Centro da Verdade. A verdade é Verdade e não compete consigo própria, por não ser antagónica a si mesma. E seja onde for que se encontre, poderá ser percebida na harmonia. Reintroduzam a Lei do Um e deem assim início à salvação do vosso planeta.


Pergunta: Que papel terá o Japão...?

Resposta: Sim, o Japão é  crucial para esse movimento de um novo período da história da Terra. Estão a constatar a ocorrência dessas coisa neste momento.

É verdade que a tribo, a chamada Tribo Perdida de Efraim, e alguns daquela Tribo de Dan e de Manassas emigraram para o Leste, e assim, muitos deles estabeleceram-se nesta terra ao surgir uma rota terrestre entre estas ilhas e o que é designado actualmente por China. E na verdade foi trazido para esta ilha uma réplica da Arca da Aliança. Havia instrumentos, os instrumentos chamados Ápis (Touro) por altura do Egito, assim como aquilo que foi chamado de Arca da Aliança em Israel, ambos representados por itens de ouro dispostos de uma maneira a absorverem a energia, a vitalidade universal do sol e do espírito, de metal (...)

Eles eram retirados do cume do Templo uma vez por ano para serem recarregados por uma exposição ao sol. A retirada do Touro Sagrado ou Bezerro Sagrado de dentro do templo de pedra que não tinha aberturas nem janelas permitiam que esse instrumento dourado libertasse luz pelo Templo e se tornasse numa fonte de electricidade e mesmo numa fonte de comunicação que permitisse acesso entre os dois hemisférios do cérebro para os levar a fundir-se num, tornando a mente numa antena capaz de aceder a pensamentos do Akasha que comunicassem com a mente da Fonte. Portanto, os sacerdotes vinham antes desses instrumentos, o Touro Ápis e a Arca da Aliança para comunicarem com Deus.

Testemunhai o Pilar de Fogo e de Fumo. Aqui tinham um instrumento destinado ao acesso à energia que constituía, conforme referimos, um acesso de energia que operava no momento da entrada. A utilização de geometria sagrada e dos elementos ouro e prata, mais os elementos de que o vosso dia da semana falam na vossa terra nipónica, conforme fazem menção ao dia do Sol, o dia da lua, o dia do Fogo, o dia da Água, o dia da Madeira, o dia do Ouro, através dos dias da vossa semana. Tais elementos reunidos numa harmonia geométrica produzem a Arca da Aliança ou o Bezerro de Ouro, o qual se tornava num acesso de energia que não se esgotava, e que só necessitava ser conduzida à luz do sol para ser recarregada uma vez por ano, libertando energia ao longo do ano, ao produzir uma energia semelhante à da electricidade e à da energia magnética, que possibilitava a harmonia da comunicação entre vós e a Fonte.

Essas coisas eram mantidas como segredos sagrados devido à razão óbvia: o poder destrutivo que representava nas mãos daqueles que as utilizassem de uma forma errada, por poderem ser usadas pela mente de uma pessoa para dominar a mente de outra, de modo que sempre eram confiadas aos sacerdotes sagrados.

Bom, tal instrumento foi trazido para estas ilhas e permanece enterrado aqui até ao presente, e poderá ser recuperado do Salão dos Registos, por também existir outro, enterrado em Jerusalém.
Ora bem, mencionamos estas coisas de forma tão breve quanto possível de modo a transmitir-lhes tanto quanto possível informação com respeito a esses registos de forma que se possam preparar um comité que se reúna para marcar a diferença. Não desperdicem este tempo nem estas palavras. Tornem-se em gente de acção na publicação, na pesquisa, no sentido de difundirem estes comentários.

Os Estados Unidos estende actualmente a mão ao Japão para dizer: "Coloquem sobre vós a responsabilidade militar sobre este lado do mundo." Já ouviram dizer que os Estados Unidos pediram auxílio financeiro para as bases militares que tem nestas ilhas do Japão. Aquilo que ainda não ouviram dizer foi que, os Estados Unidos, dentro de uma semana ou duas, irá solicitar ao Japão apoio financeiro para suportar as bases militares que tem nas ilhas Filipinas. E o vosso primeiro ministro e o vosso Diet (NT: Tipo de Parlamento do Japão, que reúne a Casa dos Deputados e dos Vereadores) sentem-se inclinados a acatar esse fardo.

Ora bem, dizemos-lhes estas coisas por o Japão está a passar actualmente para uma posição de poder e de potência militar, potência económica, está a assumir uma posição de importância mundial. Se o Japão permanecer na dependência dos Estados Unidos, uma extensão desse poder, subserviente, contemplando-a, então tornar-se-ão essencialmente numa extensão desse poder no Leste. Não permitam tal coisa.
Permitam que a vossa expressão de santidade - deixem que a história destas ilhas sejam um local onde as pessoas destas ilhas sintam uma maior reverência pela Natureza do que em qualquer outra nação da Terra - deixem que a expressão do vosso sagrado estabeleça uma relação correcta com a Natureza e deixem-se tornar numa influência mundial para a paz, não para a guerra. Permitam-se, enquanto pequeno grupo aqui reunido nesta sala, permitam-se reconhecer o poder que existe nesta sala. Olhem uns para os outros. Reconheçam a presença de poder económico nesta sala. Reconheçam a presença de poder intelectual nesta sala. Saibam que se se reunirem, poderão influenciar o vosso governo assim como o governo do mundo, mas devem tornar-se instrumentos sagrados que vivem de uma forma natural e em harmonia com o vosso ambiente a fim de estabelecerem a vossa posição, a vossa forma de autoridade para responsabilizarem o governo pelo rumo que toma.

Avançarão muito rapidamente para o colapso económico. Esse dia está a chegar. Já está a ter lugar, entendem? Já está a operar no andamento e na moeda da vossa nação, dos Estados Unidos, Da Grã Bretanha, das nações do Mercado Comum e das nações das associações do Comércio Livre existentes entre a Escandinávia e a Suíça, tais associações estão prestes a fundir-se numa moeda única. Mas não uma moeda que vocês conheçam, caracterizada por dólares e moedas, papel moeda e moedas que possam passar entre vós, mas ao invés disso com cartões e números, que deslocam o fluxo de (...) de lugar para lugar.

Se isso se baseasse num sistema de troca, então passaríamos para uma nova economia mundial. Isso seria bom. Mas entendam que com essa passagem de um tipo de moeda para outro, irão experimentar o colapso de uma economia mundial. E é por causa desse colapso da economia que surgirá a proposta de um novo sistema de intercâmbio baseado nesses cartões e números, números esses que foram referidos na antiguidade como os "Números da Besta." Essa crise está a chegar.

A crise financeira em que a competição entre o yen, o dólar, a libra e o marco - moedas que atingiram uma instabilidade, e na essência, o colapso já ocorreu. Agora já só as consequências ou os resultados do colapso da economia estão por apurar.

De que modo haverão, pois, de estruturar o vosso viver? poderão aprender só um pouquinho deste modo com a simplicidade dos ensinamentos da Tamo-san? Usámo-la como um ponto de referência pela seguinte razão: Quanto pensarão que a sua vida seria afectada por um colapso da economia? Não viveria ela o amanhã conforme vive hoje? Mas conseguiriam vocês?

Se existir harmonia, aí, o relacionamento que tiverem com a vida ao vosso redor farão isso. Façam disso um precedente do momento na passagem da vossa vida para tal harmonia com o meio ambiente. Comecem a dar passos para se encaminharem nessa direcção de modo que, se amanhã tudo se perder com a derrocada da economia, ela não leve a vossa própria vida junto. Estabeleçam entre vós que o relacionamento seja tal que um de vós possa apoiar o semelhante num meio comunitário no qual aqueles de vós aqui reunidos tenham um pacto uns com os outros que afirme que se tal coisa ocorrer amanhã, um colapso da economia, possam contar convosco como se fossem um membro da família do semelhante.
Poderão verdadeiramente apoiar-se mutuamente de modo a poderem proceder a trocas e a comercializar os vossos serviços e as vossas mercadorias uns com os outros, de modo a que a vossa moeda seja favorecida, com base num relacionamento uns com os outros, um relacionamento afectivo que seja mutualmente suportado. Comecem a viver como uma comunidade desta maneira e sobreviverão o colapso económico que se encontra diante de vós, que se está para abater por esta altura.

Bom, estes são os passos mais simples e práticos que lhes colocamos neste pouco tempo de que dispomos convosco. Passemos rapidamente para os comentários que tenham a fazer nestes poucos minutos que nos restam.

Pergunta: Em quão breve espaço de tempo poderemos esperar que ocorra a catástrofe inicial ligada às Mudanças Terrestres que foram previstas em 1984?

Resposta: Essas coisas já ocorreram. Olham para elas. Nestes últimos cinco anos da vossa história -- o que constitui um facto que poderão investigar por vós próprios -- já se deram mais terramotos nestes últimos cinco anos do que em qualquer outro período anterior da história registada. Portanto, a actividade sísmica acelerou em 1984.

Ora bem, reparem que o efeito da profecia funciona mais ou menos assim. Caso a profecia venha como um aviso e se cumpra exactamente conforme tenha sido afirmado, então a profecia terá falhado. O que estamos a dizer é isto: A profecia não teria qualquer propósito se não fosse o facto de a declararem representar uma oportunidade que lhes é dada de lhe darem ouvidos e de a impedirem de se concretizar. 

Assim, se a profecia anunciada em 1984 que dizia que o Japão desapareceria no mar... se aqueles que tomaram conhecimento dela tiverem desenvolvido um relacionamento correcto com a Fonte... mas muitos de vós escutaram e disseram: "Que poderemos fazer para ficar em harmonia?" Vocês mantiveram virtualmente estas ilhas à tona com a busca de uma relação correcta com a vossa Fonte. Continuem a fazê-lo. Isso tornará impossível que possamos afirmar destes registos que num período de cinco anos venham a ver a magnífica erupção do Fujiyama e a fractura destas ilhas e o seu desaparecimento no mar. Podemos não dizer cinco anos, podemos dizer dez.

Diremos que antes da data de 2005 deverão ter visto uma mudança na configuração geográfica aqui, que irá de um grupo de ilhas a uma massa de terra. A maior parte daquilo que conhecem como esta nação terá desaparecido. A maioria das pessoas desta nação ter-se-á dispersado pelos quatro cantos do mundo, mas não devido a qualquer catástrofe. Ao invés, como emissários na ajuda da criação de uma nova vida, a trazer uma nova forma de vida ao planeta. Não façam da introdução desse novo estilo de vida, de uma Nova Era, da disseminação da Lei do Um pelo mundo uma tragédia mas uma bênção.

Pergunta: A fome de sete anos e as chuvas ácidas. Será isso causado pelas erupções vulcânicas?
Resposta: A escassez de grão de que o planeta sofrerá dentro de sete anos, já teve início. Olhem para a escassez e a seca que grassam na Índia, na Etiópia, no subcontinente Africano e reconheçam que isso representa apenas o começo, entendem? Eles sofreram uma escassez e uma seca profundas de cinco anos. Essa é a tendência actual, não necessariamente motivada pela erupção vulcânica (embora esse seja um factor significativo) mas por a chuva ácida já estar a ser provocada e estar a aumentar a cada dia que passa.

A taxa de produção de chuva ácida está a aumentar e está a chegar o tempo em que nenhum alimento poderá crescer que não tenha que ser coberto, por não terem água em condições com que os alimentos possam crescer. Quanta área existirá por toda a Terra disponível para o cultivo de alimentos sob tais condições?

Não precisam de profecias. Contemplem as fórmulas simples que têm diante de vós, à velocidade com que a chuva está a passar de alcalina a ácida, e verão o começo do período de fome anunciado. Não pode levar mais do que sete anos por o período de sete anos constituir o período mais prolongado de trevas, pelo que dispõem de sete anos para se prepararem para o crescimento disso.

Pergunta: Ocorrerá isso a 5 de Maio de 2000?

Resposta: A introdução de um novo ser. O que quer dizer que, por essa altura, a Terra disporá de uma massa crítica. Nessa data descobrirão que a Terra se acha ou para além da salvação, ou por se ter operado uma mudança na consciência do homem, uma mudança na ciência e na tecnologia, e que pelo restabelecimento da vida vegetal e das árvores, terão começado a restabelecer o oxigénio e farão do deserto um local de florescimento e da vossa Terra um planeta de completude de novo. Será um dia em que se dará um desmantelar das estruturas desnaturadas ao redor da Terra, e um tempo em que o homem penetrará num período de vida no Éden de novo, por assim dizer.

Bom, isso poderá ser levado a cabo de uma forma deliberada pela mão dos homens que se comprometam por viver em harmonia -- ou será levado a cabo através da interrupção da vida. Após essa data permanecerão somente uns quantos da vossa raça sobre a Terra que descobrirão ao seu redor que a Terra terá sacudido a velha Era, e terá começado, por assim dizer, de uma forma primeva e crescente a crescer rumo à aurora de uma nova história, povoada unicamente de uma forma esparsa. A história perder-se-á e começará de novo como que das raízes, da fundação. Será registado em gerações futuras como um começo do tempo, e o mundo que terá existido antes desse dia, perder-se-á durante algum tempo para a história.

Pergunta: Faz um comentário, se fazes o favor, acerca do anticristo, da terceira guerra mundial, e quanto a uma possível guerra nuclear.

Resposta: Não resta dúvida de que a continuação da fissão nuclear nesta época é perigosa -- o que é muito pouco entendido como factor destrutivo entre vós. Não têm forma de evitar os erros, erros semelhantes àquele de Chernobyl. Mas erros de tal modo dramáticos que lhes alterem o ambiente. Eles vêm mas vocês não se encontram preparados. A vossa tecnologia não se revela suficiente para usarem tais fontes de energia de forma a controlá-las. Vocês essencialmente não dispõem da compreensão capaz de a controlar, nem usá-las na base da criação de instrumentos de guerra é loucura ainda maior.

Orem pelo seguinte: Com a chegada do João (Pineal) e com a introdução de uma nova ciência e tecnologia, dar-se-á a introdução de uma fórmula similar àquela dada pelo Nicola Tesla que fornecia um guarda-chuva de protecção sobre um determinada área que diminua o material passível de sofrer fissão. O que quer dizer o seguinte: É possível produzir um campo de forças em que não possa dar-se nenhuma explosão. Os vossos mecanismos nucleares são despoletados por uma explosão de pequenas dimensões, que se traduz pela compactação de dinamite, ou mu material acionador. Se produzissem um campo de forças que amortecesse esse material instável, que não permitisse a explosão inicial que activaria a reacção nuclear, as armas nucleares tornar-se-iam completamente inúteis pela acção da produção de tal campo de forças.
Desafiem os vossos cientistas a estudar o trabalho de Tesla com respeito à produção de um campo de forças que amorteça o efeito de materiais instáveis capazes de produzir explosões, que assim conseguirão produzir sobre as vossas cidades uma bolsa de protecção em que tal fissura não se possa dar. Isso tornaria os armamentos de hoje completamente inúteis.

Isto representa o máximo que podemos sustentar por intermédio deste canal de momento. Vamos interromper esta comunicação de momento, e deixar que ponderem nestas coisas e ver a que acção conseguirão chegar. E se tiverem chegado a ponto de sentirem estar preparados para o próximo passo, então cheguem-se de novo e participaremos convosco na construção de um plano para o futuro. Terminamos esta comunicação por ora.


Tradução: Amadeu António

Sem comentários:

Enviar um comentário