sábado, 14 de dezembro de 2013

ACEITAÇÃO DE NÓS PRÓPRIOS

 (Resumo)
 
A aceitação pessoal não é simples; a simplicidade gera dificuldade. É fácil, pode tornar-se mais fácil, mas é bastante intricada.

A aceitação de nós próprios envolve perícia e graça, mestria e arte.

Paradoxos e Componentes

Alguns dos paradoxos, talvez dos mais comuns, que são tecidos na tapeçaria e que podem obscurecer ou sobrecarregá-los:

PARADOXOS:

(1) O paradoxo da necessidade

(2) O paradoxo do sentimentalismo

(3) O paradoxo da escolha

(4) O paradoxo do amor

(5) O paradoxo do incondicional

(6) O paradoxo do prazer

(7) O paradoxo da percepção

COMPONENTES:

 (1)  O Componente do Amor 
         Dar 
         Respeitar
         Capacidade de Responder
         Conhecimento
         Regozijo Diante da Presença
         Reiteração do Valor
         Facultar liberdade

(2) O Componente da Gratidão
         Carinho

(3) O Componente do Prazer que se Eleva à Satisfação e Além

(4) O Componente da Coragem
         Dispor-se a Facultar Liberdade
         Autodeterminação

         (O contrário da coragem não é a covardia; isso representa a falta de coragem. O contrário da coragem consiste na conformidade automática, contrária à escolha consciente, à escolha corajosa de vos aceitardes)

(5) O Componente da Paixão

(6) O Componente do Perdão de Vós Próprios

(7) O Componente da Escolha Consciente



Sem comentários:

Enviar um comentário