quarta-feira, 22 de agosto de 2012

A INTERPRETAÇÃO DOS SONHOS





Tradução: Amadeu Duarte

Todos os níveis da consciência sonham. As plantas e os animais sonham, mas não são capazes de distinguir se terá sido um sonho ou se terá realmente ocorrido. Os metais sonham. As moléculas sonham. Mas o Reino Humano é o primeiro reino que é capaz de interpretar os sonhos que tem, e existem certos modos bem específicos para conseguir isso com precisão.

Antes de mais, torna-se importante perceber que há várias coisas que ocorrem no estado do sono, uma das quais é o sonhar. Também fazeis projecções fora do corpo – e visitais outras vidas, que transpirem para os vossos eus encarnados ou paralelos. Bom, de que modo podereis distinguir se terá sido uma projecção fora do corpo, uma experiência de reencarnação ou um sonho?

Experiências fora do corpo: um dos modos de as identificar é pelo facto de resultar uma certa vivacidade em relação a elas que soa completamente diferente de um sonho. Muitas vezes quando acordais de uma, levais uns instantes a recordar quem sois, onde vos encontrais, que dia é e o que estais a fazer. Isso é uma indicação de que o vosso sonho terá realmente sido uma experiência fora do corpo.

Experiências reincarnatórias: podereis dizer que tivestes uma através da clareza precisa dos detalhes do sonho - o comprimento de uma unha, uma cor, um rasgão ao nível do quarto botão do casaco de alguém, uma dragona torcida. Pequenos detalhes que normalmente não fazem parte de um sonho geralmente indicam que se trata de uma experiência reincarnatória. Caso seja numa época passada – no Egipto, em Roma, na Atlântida – e apresenta um tipo vital de coloração, uma qualidade de claridade cristalina, o provável é que seja reincarnatória.

Sonhos: Depois há os sonhos, e eles enquadram-se em quatro categorias:

(1) Sonhos Televisivos: Sonhos que estão baseados em algo que lestes ou assististes, ou algo que vos tenha acontecido nas últimas horas ou dias.

(2) Sonhos Precognitivos: Um sonho que represente a premonição de algo que esteja para acontecer. Uma pessoa sonhou que estava ser congelada e sentia-se aflita como facto de, quando o gelo chegasse ao coração, ela pudesse morrer. No dia seguinte leu sobre tratamentos de doenças cardíacas através da refrigeração da circulação. Isso encerra uma precognição. Isso não significa que isso vá acontecer em termos absolutos. Em vez disso, esse tipo de coisa por vezes segue um curso no sentido de vos dizer para não duvidardes tanto de vós próprios, e para confiardes mais nas intuições e sentimentos que tendes.

Por vezes trata-se de uma mensagem da vossa Consciência Superior, a qual sabe que amanhã ides ler sobre algo, pelo que coloca isso num sonho desta noite. Nesse caso, haveis de exclamar: “Uh uh!”, e haveis de prestar uma maior atenção a vós próprios.

 (3) Sonhos de um Nível de Interpretação Psicológico: Isso é basicamente a forma como vos relacionais com o mundo ao vosso redor. Suponde que tendes uma luta num sonho. Que quererá dizer? Que estareis verdadeiramente a sentir? Agora, todo e qualquer sonho possui uma interpretação psicológica, absolutamente. Não existe nenhum que não tenha.

Eis aqui um exemplo simples: Vedes dois cavalos num sonho. Um é grande, o outro é pequeno. Uma voz diz: “ Cavalo pequeno é melhor do que o grande”. É tudo.

Que quererá isso dizer? Será um sonho televisivo? Viram o Black Stallion ultimamente? Não, nem sequer fizestes planos para andar a cavalo, sequer. Terá um carácter precognitivo? Bom, se fordes andar a cavalo em breve, tenham a certeza de escolher um cavalo pequeno!

Psicologicamente, que quererá isso dizer? Bom, considerai o significado que os cavalos têm para vós. Além disso, se souberdes alguma coisa de mitologia, usai sempre a mitologia na interpretação dos sonhos que tendes. Alguns dos líderes peritos na interpretação de sonhos disseram que os mitos constituem sonhos públicos e que os sonhos são os mitos privados. Inspeccionai a mitologia. Que significado terá um cavalo na mitologia? Talvez o cavalo grande represente o Cavalo de Troia, oco e repleto de coisas negativas. Talvez vos diga que coisas boas vos chegarão através de pacotes pequenos.

Talvez o sonho vos diga que andais atrás de coisas grandes, material grande, e presuma que as coisas de pequeno porte na vossa vida não tenham importância. Podeis ficar de vista nos detalhes e nas coisas de pequeno porte na esperança de realizardes as coisas grandes.

O sonho pode estar a dizer-vos algo que saibais há anos, mas o facto de agora o estardes a sonhar signifique que preciseis escutar isso de novo.

(4) O Nível Terapêutico: Muitos atribuem esse nível ao Fritz Perls, mas existia muito antes dele, de forma mais notável nos trabalhos subordinados aos sonhos do Carl Jung – e de forma bastante misteriosa no trabalho onírico das tribos primitivas dotados de um profundo sentido de espiritualidade. O nível terapêutico diz que sois todas as coisas no sonho. Sois o cavalo grande e o cavalo pequeno, e a voz. Bom, que quererá isso dizer?

Sois o cavalo grande: Na mitologia, o cavalo grande, o Cavalo de Troia, representa um símbolo da fraude e do desvanecimento. Estareis a dizer que o que se esteja a passar convosco não seja muito real? Caso seja isso, talvez devêsseis ser o cavalo pequeno.

Sois o cavalo pequeno: O cavalo pequeno é sólido e firme e avança de forma constante. Talvez a mensagem seja a de que em vez de serdes grandes e glamorosos e notados por qualquer pessoa estejais discretamente a avançar, e a realizar o vosso trabalho, e a encaminhar-vos para onde quereis encaminhar-vos.

Sois a voz. Sois a voz que diz que o cavalo pequeno seja preferível ao grande.

Esse é o nível terapêutico. Todos os sonhos, experiências de reincarnação e projecções fora do corpo são sempre passíveis de ser interpretadas psicologicamente e de forma terapêutica.

Além disso, um sonho pode ser composto por mais do que uma coisa. Pode ser precognitivo, assim como também pode ter sido desencadeado por algo que tenhais visto na televisão ou lido, ou por algo que vos tenha acontecido há três dias. Pode estar tudo interligado. Alguns de vós que são astutos terão isso tudo a acontecer ao mesmo tempo, basicamente por a Consciência Superior conservar a energia.

Por isso a Consciência Superior dirá: Eis aqui uma abertura. Vamos lá passar aproveitá-la tanto quanto pudermos. Ele viu um programa ontem à noite na televisão que exerceu um grande impacto nele. Isso dá-nos a oportunidade de lhe acedermos. Isso faculta-nos a oportunidade de o acedermos numa vida, e de lhe ensinarmos alguma coisa, de lhe mostrarmos algo a que precisa assistir exactamente agora, transmitir-lhe uma percepção psicológica, e de lhe mostrar algo de forma terapêutica sobre ele próprio, pelo que vamos lá então a isso! Por isso, vamos lá, e adormece! Muito bem, agora acerta-lhe!”

E, bang, lá vem a coisa. Se desta vez não o receberdes, bom, haverá sempre uma outra noite.

Trabalhar com os Sonhos

Antes de mais, anotai-o. Não assumam que venham a recordar-se disso. Anotai os sonhos que tendes tão prontamente quanto puderdes. Alguns, haveis de perceber, não são tão importantes quanto isso. Mas em relação a outros, haveis de saber que são muito significativos.

No caso de um sonho importante, anotai-o em detalhe, embelezai-o. Poderá levar-vos alguns dias a embelezá-los. Dai um nome ao sonho – o Sonho do Carro Falante, o Sonho do Arbusto Ardente. Tornai-o de algum modo atraente.

Ao anotá-lo, haveis de descobrir que o seu significado frequentemente se tornará inacreditavelmente claro. Não vos surpreendais se não corresponder ao que inicialmente terdes pensado que fosse. Os sonhos constituem mensagens provenientes da vossa Alma. A vossa Alam fala-vos mais devagar do que a vossa língua. É por isso que é importante anotar os sonhos que tendes. È ainda mais importante escutar.

Assim que estiver todo anotado, decorai-o um pouco. Desenhai pequenas imagens daquilo que tiverdes visto, ou símbolos, ou então simplesmente desenhai as decorações.

Agora já dispondes de um título, de uma história embelezada e de algumas imagens – e agora já haveis de saber bastante o que o sonho significa. A seguir, quando pretenderdes proceder a interpretações específicas, isso tornar-se-á verdadeiramente fácil.

Agora interrogais-vos: Terá sido uma experiência fora do corpo? Sim ou não. Caso tenha sido, que tereis aprendido com ela?

A seguir: Será um trespasse de carácter reincarnatório? Caso seja, que tereis aprendido com isso?

A seguir: Terá sido um Sonho Televisivo? Caso tenha sido, anotai-o muito simplesmente e de onde terá procedido.

Seguinte: Será um Sonho precognitivo? Esses são bastante fáceis de reconhecer.

A seguir avançai para os níveis Psicológico e de Interpretação Terapêutica. Quando tiverdes terminado questionai-vos: Será precognitivo em termos figurados? Estarei a dizer a mim próprio algo de precognitivo em termos figurados, de forma psicológica ou terapêutica?

Sugeriríamos que por essa altura, o sonho se tornará claro e preenchido e completo, e tereis aprendido tudo quanto pudermos aprender com ele – por enquanto. E já poderá representar muito. Poderá levar-vos umas quantas semanas para embelezardes por completo o sonho, mas assim que o fizerdes, disporeis dos dons que o sonho terá para vos dar.

Existem vários tipos de sonhos. Só aquele que é aqui tornado objecto de debate ocorre durante o sono. Os outros seis têm lugar enquanto estais conscientes, e são:

1) Devaneios
2) Meditações
3) Inspiradores/Pensamentos Intuitivos
4) Fantasias
5) Consciência Gestalt
6) Processos Criativos

Todas as técnicas e abordagens descritas no caso do trabalho dos sonhos podem ser usadas junto de todos os tipos de sonhos, igualmente.

Sem comentários:

Enviar um comentário